Início » Violão Giannini GN-15 é Bom? Vale a Pena?
violão Giannini GN-15 é bom?

Violão Giannini GN-15 é Bom? Vale a Pena?

O Brasil tem uma história incrível com a música. Nossos instrumentistas são gratos às empresas que investem nesse nicho. Sendo assim, vamos responder a seguinte pergunta: será que o violão Giannini GN-15 é bom?

Tal marca é uma das mais respeitadas no Brasil. Afinal, grandes artistas conquistaram o sucesso com os violões da fabricante. Além dos instrumentos da Giannini, selecionamos alternativas a altura para preencher as suas necessidades musicais. 

Sobre o Violão Giannini GN-15

 Violão Giannini GN-15

✅ Ótimo preço 

✅ Instrumento de entrada

✅ Timbre bem definido 

🚫 Frágil



O violão GN-15, da Giannini, faz parte dos instrumentos de entrada da marca. Seu preço é muito acessível, mas a qualidade é superior. Não é à toa, já que foi fabricado a partir das madeiras abeto, jacarandá e linho. 

O acabamento é diferenciado e sua cor é Tobacco Sunburst. É um violão do tipo clássico, acústico e com cordas de nylon. Perfeito para iniciantes que desejam tocar MPB ou erudito. 

O timbre é muito equilibrado e definido. Seu principal ponto fraco está na durabilidade, é um frágil e precisa de cuidado. Mesmo assim, o violão GN-15, da Giannini, é um ótimo instrumento de entrada.   

Ficha técnica:

  • Acústico
  • Clássico
  • Encordoamento de Nylon
  • Madeira Linho, Abeto, Jacarandá 
  • ‎19 trastes
  • Acabamento verniz tobbaco sunburst

Como saber se o violão Giannini GN-15 é bom?

É muito fácil descobrir se o violão Giannini GN-15 é bom. Afinal, até o final do texto você saberá mais sobre esse e outros instrumentos. Sendo assim, vale ressaltar algumas particularidades da marca. 

A Giannini é uma empresa consolidada na fabricação de instrumentos de corda. Atua no Brasil há décadas e já passou pela mão de grandes músicos. Aliás, o catálogo da marca é imenso. 

Se for para começar, o GN-15 dá conta do trabalho. Mas, se você for um profissional, então vale a pena pesquisar por outros modelos da marca. A seguir, conheça alguns detalhes importantes como encordoamento, material e tarraxas. 

Encordoamento

Os violões tem dois tipos de encordoamento: nylon e aço. O primeiro, por ser mais leve e ter o timbre mais suave, é o mais indicado aos iniciantes. As de aço, tem um timbre incrível, mas são mais pesadas, podendo machucar os dedos. 

Material

O material dos corpos dos violões, geralmente, é a madeira. Assim, há vários tipos, como Jacarandá, Linden, Abeto, Ébano, dentre outras. Os rastilhos são feitos de ossos e os trastes de níquel. 

Tarraxas

As tarraxas são as responsáveis por regular as tensões das cordas. Portanto, elas ajustam a afinação. Há as niqueladas, com botões de pérola e as blindadas. 

Alternativas para violão Giannini GN-15

Apesar do violão GN-15, da Giannini, ser um ótimo instrumento, selecionamos outras alternativas de marcas respeitadas. Portanto, separamos alguns modelos da Strinberg e Tagima. Como se não bastasse, há violões acústicos, elétricos, com encordoamento de nylon e aço. 

1. Violão Eletroacústico Dreadnought MD-18 Memphis – Tagima

Violão Eletroacústico Dreadnought MD-18 Memphis - Tagima

✅ Ótimo preço 

✅ Instrumento de entrada

✅ Indicado a iniciantes e profissionais

🚫 Não vem com afinador




A primeira alternativa que apresentaremos é o violão MD-18 Memphis, da Tagima. É um instrumento eletroacústico do tipo Dreadnought. Ou seja, é um pouco maior que o Folk, tem cutaway e é do tipo eletroacústico. 

Além disso, tem um escudo em tortoise, deixando-o mais bonito e protegendo dos movimentos bruscos da mão direita. O encordoamento é de aço e possui 21 trastes. As tarraxas são blindadas.

Um ponto negativo é que o captador conta, somente, com o equalizador. Não há afinador, como na maioria dos instrumentos deste tipo. Para quem gosta de rock e sertanejo, o MD-18 Memphis, da Tagima, é um ótimo violão.  

Ficha técnica:

  • Eletroacústico
  • Dreadnought
  • Encordoamento de Aço
  • Madeira Linden
  • ‎21 trastes
  • Equalizador embutido 

2. Violão Eletroacústico Folk SD200C – Strinberg

Violão Eletroacústico Folk SD200C - Strinberg

✅ Ótimo timbre 

✅ Material de qualidade

✅ Indicado a iniciantes e profissionais

🚫 Mais caro que os anteriores



A Strinberg lidera o mercado de violões eletroacústicos e o Folk SD200C é um dos grandes sucessos da marca. É um produto de qualidade, com ótimos materiais e acabamento. No entanto, é um pouco mais caro que os modelos anteriores. 

Por ser um Folk, este violão é um pouco mais largo. Isso ajuda a projetar e amplificar ainda mais o som. Mesmo assim, os captadores são ótimos e possuem equalizador e afinador. 

O encordoamento é de aço, são 20 trastes e as tarraxas são blindadas. Possui cutaway, o acabamento é fosco e a madeira é Sapele. Escolha o SD200C, da Strinberg, e tenha um ótimo instrumento.  

Ficha técnica:

  • Eletroacústico
  • Folk
  • Encordoamento de Aço
  • Madeira Sapele
  • ‎20 trastes
  • Equalizador e afinador embutido 

3. Violão Eletroacústico Folk SD200C Mogno – Strinberg

Violão Eletroacústico Folk SD200C Mogno - Strinberg

✅ Ótimo timbre 

✅ Material de qualidade

✅ Indicado a iniciantes e profissionais

🚫 Mais caro da lista




O violão SD200C Mogno, da Strinberg, é semelhante ao modelo anterior. No entanto, há uma diferença drástica entre eles. Este instrumento é construído em Mogno, enquanto o outro é em Sapele. 

Sendo assim, o Mogno produz um timbre mais encorpado e é mais resistente. Fora isso, todas as outras características são iguais. É eletroacústico, folk, 20 trastes, afinador e equalizador acoplados. 

Além disso, o encordoamento é de aço e o acabamento é diferente. A conexão, assim como no modelo anterior, é o p10. Sem dúvida alguma, o SD200C Mogno, da Strinberg, é o violão mais sofisticado da lista. 

Ficha técnica:

  • Eletroacústico
  • Folk
  • Encordoamento de Aço
  • Madeira Mogno
  • ‎20 trastes
  • Equalizador e afinador embutido 

Perguntas frequentes

Qual o melhor violão giannini? 

O melhor violão Giannini é o que estiver de acordo com o seu momento musical. Se você for um iniciante, o GN-15 é uma ótima opção. Os profissionais podem preferir o Pro NFLE N. 

Como iniciar a tocar violão?

Comece pelo ritmo, abafe as cordas do braço com a mão esquerda e experimente algumas levadas com a mão direita (o sentido é inverso no caso dos canhotos). Em seguida, toque os acordes maiores de Lá, Mi e Ré. Eles são os pilares da tonalidade de Lá Maior. 

Qual o melhor violão para iniciante?

O melhor violão para iniciantes é o GN-15, da Giannini. É barato, tem um ótimo timbre e também é resistente. Além disso, as cordas são de nylon, suaves e boas de tocar.

Qual o violão melhor custo-benefício?

O violão com o melhor custo-benefício é o MD-18 Memphis, da Tagima. É um Dreadnought com excelentes captadores. No entanto, suas cordas são de aço, o que dificulta a tocabilidade do iniciante. 

Como troco as cordas do violão?

Substitua uma corda por vez para não empenar o braço. Comece pela corda mais grave e vá até a mais aguda. Assim, você garante a estabilidade da afinação e do instrumento. 

Conclusão: O violão Giannini GN-15 é bom ou não?

A Giannini é uma grande fabricante de violões e o seu catálogo é recheado de grandes instrumentos. No entanto, há outras marcas que produzem produtos tão bons. Tanto a Strinberg como a Tagima são respeitadas no Brasil e no Mundo. 

No entanto, o violão Giannini GN-15 é bom e realmente vale a pena, principalmente para o músico iniciante. É o violão de entrada mais indicado na Internet. Por fim, os violões da Tagima e Strinberg também valem o investimento. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.