Início » Violão Redburn é Bom? Vale a Pena?
violão Redburn é bom?

Violão Redburn é Bom? Vale a Pena?

Hoje, vamos facilitar a sua pesquisa para descobrir a qualidade dos instrumentos musicais. Portanto, será que o violão Redburn é bom? A seguir, responderemos essa pergunta. 

Além disso, examinaremos outras alternativas. Dessa forma, você conhecerá alguns detalhes sobre os instrumentos da Yamaha e Strinberg. Portanto, confira o texto para descobrir qual é o violão certo para você. 

Sobre a Redburn

Em primeiro lugar, a Redburn é uma empresa que trabalha pela inovação e tem a intenção de satisfazer o músico iniciante, bem como o profissional. Ela investe no design exclusivo, qualidade e competitividade. Aliás, esses são os diferenciais da fabricante. 

Além disso, a Redburn quer inspirar bons momentos e fazer a diferença por onde passa. A empresa busca ser uma referência na fabricação de instrumentos musicais. Além disso, valoriza a inovação e trabalha para melhorar constantemente. 

Sendo assim, podemos dizer que a Redburn é comprometida com a satisfação de seus clientes. Portanto, seus instrumentos são de ótima qualidade. Tem produtos que suprem as necessidades do iniciante e impressiona o músico exigente.

Como saber se o violão Redburn é bom?

Nesse caso, você já deu um grande passo para saber se o violão Redburn é bom. Sendo assim, conteúdos como esse te ajudam a descobrir sobre a qualidade dos instrumentos musicais. Além disso, há outros formatos para te ajudar. 

Dessa forma, use e abuse do Google e do Youtube. Eles são os maiores mecanismos de pesquisa da internet e oferecem mais resultados do que podemos analisar. Portanto, utilize esses sites para  descobrir sobre a qualidade de qualquer produto. 

Para encerrar, há informações relevantes nos marketplaces, bem como nos portais de avaliações dos consumidores, como o Reclame Aqui. No entanto, apenas o primeiro traz dados sobre a Redburn. Assim, analise a opinião dos clientes para descobrir mais sobre a fabricante. 

1. Violão RBF-02 – RedBurn

Violão RBF-02 - RedBurn

✅ Eletroacústico 

🚫 Investimento alto 

✅ Ótimo timbre

✅ Bom para profissionais 

O violão RBF-02, da Redburn, é do tipo Dreadnought, também conhecido como Folk. Por isso, possui encordoamento de aço e o corpo um pouco maior que o normal. Além disso, é intermediário, tanto pelo seu preço como pela qualidade. 

É um violão eletroacústico, ou seja, possui captação para amplificação. Nesse caso, basta plugar numa mesa ou caixa de som para melhorar o resultado sonoro. Aliás, vem equipado com um equalizador, afinador e alguns efeitos

Para sua construção, a Redburn utilizou Mogno no tampo, Linden na lateral e fundo, e, por fim, Rosewood na escala. As tarraxas são blindadas, possui mais de 20 trastes e cutway. Dessa forma, o violão RBF-02 é ótimo para profissionais e iniciantes. 

Ficha técnica:

  • Tipo Folk Eletroacústico
  • Tarraxas Blindadas
  • Madeiras: Mogno, Linden e Rosewood
  • Acabamento em Verniz Fosco
  • Encordoamento: Aço
  • 20 trastes 
  • Afinador e equalizador 

2. Violão Folk RB-100 – Redburn

Violão Folk RB-100 - Redburn

✅ Eletroacústico 

🚫 Investimento alto 

✅ Ótimo timbre

✅ Bom para profissionais 

Sobre o Violão RB-100, da Redburn, já destacamos que o preço é mais alto que o modelo anterior. Apesar de ser do tipo Folk, ele traz mais recursos e melhorias. Uma delas é o cutway, que ainda preserva o corpo do instrumento, mas dá espaço para o violonista.

O instrumento é eletroacústico e o encordoamento é de aço, muito comum nos violões do tipo folk. O sistema de captação, equalização e afinação é um pouco mais simples. No entanto, a qualidade do timbre é superior ao RBF-02.

Sobre as madeiras, o tampo é Spruce, laterais e fundo em Mogno e escala Rosewood. O tamanho é de 41 polegadas, o que resulta num timbre mais potente e intenso. Por fim, o violão Folk RB-100 é um grande destaque da Redburn. 

Ficha técnica:

  • Tipo Folk Eletroacústico
  • Tarraxas Blindadas
  • Madeiras: Spruce, Mogno e Rosewood
  • Acabamento em Verniz Fosco
  • Encordoamento: Aço
  • 20 trastes 
  • Afinador e equalizador 

3. Violão RB-300 Walnut – Redburn

Violão RB-300 Walnut - Redburn

✅ Eletroacústico 

🚫 Mais caro da lista

✅ Ótimo timbre

✅ Bom para profissionais 

Dentre os modelos da Redburn, o violão RB-300 Walnut é o mais caro. Não é à toa, afinal, é o melhor dentre as alternativas da fabricante. Além disso, é o folk mais sofisticado da lista.

Além de ser eletroacústico, o RB-300 tem o half cutway como o RB-100. O violão todo é construído com Walnut, com exceção da escala, que usa Rosewood. O tamanho é de 41 polegadas e o encordoamento é de aço. 

O sistema de captação inclui o equalizador, o afinador e alguns efeitos. O acabamento é muito bonito e o timbre é espetacular. Dessa forma, o violão RB-300, da Redburn, é o melhor da nossa lista.   

Ficha técnica:

  • Tipo Folk Eletroacústico
  • Tarraxas Blindadas
  • Madeiras: Walnut
  • Acabamento em Verniz Brilhante
  • Encordoamento: Aço
  • 20 trastes 
  • Afinador e equalizador 

Alternativas para o violão Redburn

Os violões da Redburn que acabamos de mostrar são ótimos, mas todos são Folk. Para variar um pouco, vamos apresentar duas alternativas, sendo um deles clássico. O outro modelo segue a mesma linha dos que foram apresentados. 

Sendo assim, a primeira alternativa é um violão da Yamaha, enquanto a segunda é da Strinberg. As duas marcas são mundialmente conhecidas. Portanto, oferecem produtos excelentes. 

1. Violão Acústico Clássico Nylon – Yamaha

Violão Acústico Clássico Nylon - Yamaha

✅ Acústico

🚫 -

✅ Mais barato da lista

✅ Timbre ótimo

A primeira alternativa ao violão Redburn é o C40MII, da Yamaha. Diferente dos modelos anteriores, é do tipo clássico acústico. Ou seja, não tem cutway, o encordoamento é de nylon e não possui sistema de captação. 

Além de ser o mais barato da lista, também é o mais indicado aos iniciantes. Os violões clássicos com encordoamento de nylon são os mais fáceis de tocar, principalmente para quem está aprendendo os primeiros acordes. Nesse quesito, o Yamaha C40MII é um dos melhores. 

Por fim, possui o acabamento em verniz fosco, a escala foi construída em Rosewood, as laterais e o fundo em Meranti e, por fim, o tampo em Spruce. Possui 19 trastes, mas não tem cutway. Mesmo assim, o C40MII, da Yamaha, é o melhor violão para os estudantes e iniciantes. 

Ficha técnica:

  • Tipo Clássico Acústico
  • Tarraxas Niquelada
  • Madeiras: Spruce, Rosewood e Meranti
  • Acabamento em Verniz Fosco
  • Encordoamento: Nylon
  • 19 trastes 

2. Violão Folk Sd200c Tos – Strinberg

Violão Folk Sd200c Tos - Strinberg

✅ Eletroacústico 

🚫 Captação deixa a desejar 

✅ Ótimo timbre

✅ Mais barato da lista

Por fim, o violão Folk Sd200c, da Strinberg. Possui cutway, encordoamento de aço e é elétrico. Além disso, o acabamento foi feito em cor Tabaco, deixando sua aparência incrível. 

A madeira que serviu para construir a lateral, o fundo e o tampo é a Sapele. Já a escala utilizou a Technical Wood. As tarraxas são blindadas e cromadas, melhorando a estabilidade da afinação. 

Além disso, é o Folk mais em conta da lista. Sendo assim, ele atende músicos iniciantes e profissionais. Dessa forma, o SD200C, da Strinberg, é um ótimo investimento. 

Ficha técnica:

  • Tipo Folk Eletroacústico
  • Tarraxas Blindadas
  • Madeiras: Sapele e Technical Wood
  • Acabamento em Verniz na cor Tabaco
  • Encordoamento: Aço
  • 20 trastes 
  • Afinador e equalizador 

Conclusão: O violão Redburn é bom ou não?

Hoje nós mostramos três opções da marca Redburn e duas alternativas, a primeira da Yamaha e a segunda da Strinberg. A maioria são violões folk, enquanto um deles é clássico. Você conheceu as diferenças entre esses modelos. 

Dessa forma, cada instrumento atende um tipo de público. Os modelos mais sofisticados são destinados aos profissionais, enquanto os mais simples são para os iniciantes. Portanto, o violão Redburn é bom e vale a pena!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.