Início » Guitarra Vogga é Boa? Vale a Pena?
Guitarra Vogga é boa?

Guitarra Vogga é Boa? Vale a Pena?

Nas últimas décadas o mercado de instrumento musical mostrou um grande crescimento, principalmente por conta do surgimento de novas marcas. Algumas marcas ainda são uma dúvida no mercado. Para enriquecer o discurso, resolvi responder a pergunta: A guitarra Vogga é de qualidade? Vale a pena? 

Em alguns casos, algumas marcas novas oferecem ótimos produtos, mas nem sempre é assim. É muito importante pesquisar antes de comprar um instrumento musical, caso contrário você pode fazer uma péssima compra. Por tal razão, é muito importante pesquisar sobre a qualidade dos produtos oferecidos pela Vogga. 

Sobre a Vogga

Dentre as empresas brasileiras que se destacam no nicho dos instrumentos musicais, a Vogga é uma das mais jovens. Fundada em 2008, a empresa conquistou espaço em pouquíssimo tempo. É uma empresa que parece estar muito empenhada em construir instrumentos musicais ótimos para qualquer tipo de músico. 

Nos dias atuais a Vogga é uma das maiores empresas nacionais no segmento de instrumentos musicais. Ela busca atender todos os músicos apaixonados pelo incrível  universo da música. A respeitada empresa novata oferece qualidade em tudo que produz, satisfazendo o artista em qualquer estágio de carreira. 

Além de atender os músicos profissionais e amadores, a Vogga também oferece uma linha de instrumentos infantis. O catálogo da marca é extenso, oferece instrumentos de cordas, percussão, sopros e outros acessórios. A Vogga atua de forma ativa no desenvolvimento da Música Brasileira.

Como saber se a Guitarra Vogga é boa? 

Antigamente, a melhor forma de descobrir se uma empresa era confiável dependia do boca a boca, ou da experiência. Hoje não é mais assim. O consumidor tem várias plataformas para averiguar se um produto é bom ou não. 

Uma das principais plataformas utilizadas pelo consumidor para trocar informações sobre os produtos que consomem é o Reclame Aqui. A empresa Vogga tem 4 reclamações nos últimos 12 meses, sendo que três foram respondidas. É um índice bom para uma empresa que está há menos de 15 anos no mercado. 

O site da Amazon também é uma ótima fonte de pesquisa. No entanto, não há qualificações e nem comentários sobre a Vogga. Numa situação como essa, é como comprar no escuro. A seguir, vou expor algumas considerações sobre a Guitarra Vogga. 

1. Guitarra VCG120N –  Vogga

 Guitarra VCG120N -  Vogga

Prós

Contras

✅Muito boa para crianças

🚫 Tarraxas instáveis 

✅ Timbre bom 

✅ Stratocaster

A Guitarra Vogga VCG120N é uma das melhores guitarras infantis que você pode encontrar no mercado. A Vogga consegue oferecer instrumentos infantis ótimos, capazes de iniciar qualquer criança na música. Além disso, o preço é muito bom e ainda pode ser uma ótima opção aos músicos adultos. 

É uma guitarra do tipo Stratocaster, tem dois captadores single coil e uma chave seletora com três posições. A primeira ativa o captador do braço, a segunda ativa os dois e, por fim, a última está ligada ao captador da ponte. Ao selecionar os dois captadores, o guitarrista pode produzir um som mais encorpado e potente. 

É um pouco menor e mais leve do que os modelos convencionais. O corpo é construído em Solidwood e a escala em Hard Maple. As tarraxas cromadas são um pouco instáveis, prejudicando a afinação. Ainda assim, por ser uma leve e macia, a Guitarra Vogga é ótima para crianças e guitarristas que participam de longos ensaios. 

Ficha técnica:

  • Tipo: Stratocaster
  • Corpo: Solidwood
  • 2 knobs de controle 
  • 2 Captadores Single Coil 
  • Peso: 2 kg
  • Trastes: 22 
  • Dimensões: 102 cm x 42 cm x 7 cm

Alternativas para Guitarra Vogga

A Guitarra Vogga é um instrumento que pode atender as crianças e os músicos profissionais durante os ensaios. Contudo, há outras marcas que apresentam a mesma proposta. Tais marcas tem um catálogo voltado para os adultos, mas que pode ser destinado às crianças.

Para deixar a sua pesquisa ainda mais fácil, analisei algumas guitarras semelhantes que são capazes de suprir as necessidades de qualquer músico. As duas opções são fabricadas por marcas que já têm o respeito do público. A primeira é a Guitarra Les Paul, da PHX, a segunda é a Stratocaster Memphis da Tagima.  

1. Guitarra Les Paul  – PHX

 Guitarra Les Paul  - PHX

Prós

Contras

✅ Boa para guitarristas iniciantes 

🚫 Frágil 

✅ Bom custo benefício 

🚫 Não é indicado para apresentações profissionais

✅ Les Paul

A PHX já é uma fabricante muito conhecida no mercado brasileiro. Um dos seus instrumentos de destaque é a Guitarra Les Paul. É uma guitarra de entrada, voltada aos músicos iniciantes que ainda estão engatinhando e montando os primeiros acordes. Apesar de ser ótima para ensaios, não é indicada para apresentações profissionais.

A Guitarra Les Paul da PHX vem com três captadores e mais quatro knobs para controlar o volume e o tone. O tone é o recurso disponível ao guitarrista para explorar os harmônicos superiores. O corpo é construído em Maplewood, já o tampo, a lateral e o fundo são em Basswood. 

É leve, confortável, mas um pouco frágil e sem muita resistência. É uma guitarra de entrada da PHX e por isso entrega um timbre um pouco frio. Ainda assim tem um bom custo benefício, sendo um ótimo instrumento de entrada para os guitarristas iniciantes e até para as crianças. A Guitarra PHX é uma boa alternativa à Vogga. 

Ficha técnica:

  • Tipo: Les Paul
  • Corpo: Maplewood
  • Tampo: Basswood
  • Fundo: Basswood
  • Peso: 4,5 kg
  • 3 captadores 
  • Dimensões: 105 cm x 40,4 cm x 9,8 cm

2. Guitarra Stratocaster Memphis – Tagima

Guitarra Stratocaster Memphis - Tagima

Prós

Contras

✅ Indicado para crianças, guitarristas iniciantes e intermediários 

🚫 Sem alavanca de tremolo

✅ Timbre bom

✅ Stratocaster

A segunda alternativa à Guitarra Vogga é a Guitarra Memphis Mg30, da marca Tagima. As duas guitarras são do tipo Stratocaster – um clássico. A Tagima é uma marca um pouco mais antiga que a Vogga. A marca japonesa foi fundada em 1986 e já conquistou a confiança do mercado. 

A Guitarra Stratocaster Memphis é um instrumento que atende as crianças, o músico iniciante e o intermediário. Diferente da Guitarra Vogga, a Memphis vem com três captadores single coil. Além disso, são três knobs para controlar o volume o tone. Um ponto em comum com a Guitarra Vogga é que não vem com alavanca de tremolo. 

É uma guitarra que produz um timbre limpo e bem definido. O braço é construído em Maplewood, a escala em Technical Wood, enquanto o corpo é em Basswood. A cor vermelho fosco dá o ar vintage ao acabamento. Apesar de não ser um modelo infantil, a Guitarra Memphis é uma alternativa a Guitarra Vogga. 

Ficha técnica:

  • Tipo: Stratocaster
  • Três captadores single coil
  • Três knobs de controle
  • Chave seletora com cinco posições 
  • Peso: 2,5 kg
  • Trastes: 22 
  • Dimensões: 105 cm x 40 cm x 30 cm

Conclusão: A Guitarra Vogga é boa ou não?

A Guitarra Vogga é indicada para crianças, guitarristas intermediários e atende os profissionais em seus ensaios. Não é o melhor modelo para apresentações profissionais. Não é um instrumento de brinquedo, tem um preço bom e atende com sucesso a demanda por instrumentos infantis. 

As guitarras apresentadas como alternativas a Les Paul PHX, e a Memphis Tagima, entregam um pouco mais do que a Vogga oferece, mas não são instrumentos infantis. Mas podem ser utilizadas por crianças e atendem os músicos intermediários e profissionais. A Guitarra Vogga é um ótimo instrumento para iniciar as crianças no universo musical. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.