Início » Guitarra PHX é Boa? Vale a Pena?
Guitarra PHX é boa?

Guitarra PHX é Boa? Vale a Pena?

Você sabe que pode economizar mais quando pesquisa sobre o produto que tem interesse em comprar? Ao pesquisar você deixa de comprar algo por impulso. Para te ajudar na sua busca por guitarras, resolvi responder a pergunta: A Guitarra PHX é boa? Vale a pena?

A PHX é uma marca jovem e rapidamente conquistou espaço no mercado por oferecer produtos de entrada por um preço abaixo da média. Mas será que os instrumentos musicais da PHX são bons? Há alternativas à Guitarra PHX? Continue a leitura para descobrir. 

Sobre a PHX

A PHX foi fundada em 1984, há quase 40 anos. A empresa tem a missão de inspirar e despertar emoções através da música. É um propósito muito justo. Além disso, quer tornar a música acessível a todos para revolucionar o universo musical. 

Além de ser uma referência na fabricação de instrumentos de percussão, a PHX vem conquistando confiança pela fabricação de instrumentos de cordas, como guitarras, ukuleles, baixos e violões. Está no catálogo de quase todas as lojas de instrumentos musicais, seja física ou online. 

A PHX ainda oferece uma linha de instrumentos musicais infantis com os grandes heróis da cultura pop. A empresa é a única a fabricar e comercializar instrumentos musicais licenciados pela Disney e Marvel. É um destaque no ramo infantil. 

Como saber se a Guitarra PHX é boa?

Você quer descobrir se uma empresa tem um produto bom, ou tem um atendimento de qualidade? Então pesquise a avaliação dos outros consumidores. Os portais de avaliação e as páginas de venda são ótimas fontes de pesquisa. 

O portal mais utilizado pelos consumidores é o Reclame Aqui. A PHX tem poucas reclamações no portal, são apenas duas. São poucas, mas nenhuma delas foi respondida pela marca. É um indício de descuido com a reputação e com a opinião do consumidor. 

A Guitarra PHX tem uma avaliação muito boa no site da Amazon. A pontuação da marca é 4,6 num total de 5. A menor parte, cerca de 38%, avaliou o produto em 4 estrelas. Enquanto a maior parte, 62%, avaliou em 5 estrelas. 

1. Guitarra Les Paul – PHX

Guitarra Les Paul - PHX

Prós

Contras

✅ Indicado para guitarristas iniciantes 

🚫 Acabamento frágil 

✅ Preço Baixo 

🚫 Não é indicado para profissionais 

✅ Les Paul

A Guitarra Les Paul, da marca PHX, já é famosa entre os guitarristas. É conhecida por ser um ótimo instrumento de entrada. Os guitarristas iniciantes têm muito a aprender com tal instrumento. No entanto, não é indicada para músicos profissionais. 

O corpo da Guitarra Les Paul PHX é construído em Maplewood, um material leve, mas capaz de produzir um ótimo timbre. A madeira utilizada para construir o fundo, a lateral e o tampo é a Basswood e oferece um timbre muito bom. 

São 22 trastes, o número ideal para uma guitarra Les Paul. Apesar de ser leve e confortável, é frágil e tem pouca resistência. Por ser uma guitarra de entrada, acaba tendo um timbre mais frio que os modelos mais sofisticados. 

Com o encordoamento mais leve, o guitarrista pode tocar com facilidade e produzir um timbre suave. No entanto, não é recomendado usar cordas com tensão alta. Conta com três captadores e quatro knobs para controlar o volume e o tone. A Guitarra PHX é um ótimo instrumento de entrada aos novos guitarristas. 

Ficha técnica:

  • Tipo: Les Paul
  • Corpo: Maplewood
  • 4 knobs de controle 
  • Captador: Single 
  • Peso: 4,5 kg
  • Trastes: 22 
  • Dimensões: 105 cm x 40,4 cm x 9,8 cm

Alternativas para Guitarra PHX

Muitos guitarristas profissionais montaram seus primeiros acordes numa Guitarra PHX. Há outras marcas que oferecem a mesma ideia. Apresentam produtos com o mesmo objetivo, alguns melhores, outros piores que a Guitarra PHX. 

Há outras alternativas à Guitarra PHX, por tal razão, analisei alguns modelos com características parecidas que atendem o músico iniciante. As principais guitarras são fabricadas por marcas conhecidas, sendo a Guitarra Muriel’s, da Tonante, a TEG-320, da Thomaz e a Stratocaster Memphis, da Tagima. 

1. Guitarra Elétrica Muriel’s – Tonante

Guitarra Elétrica Muriel's - Tonante

Prós

Contras

✅Indicado para guitarristas iniciantes 

🚫 Acabamento frágil

✅ Alavanca de tremolo

🚫 Não é indicado para profissionais

✅ Stratocaster

A Guitarra Elétrica Muriel ‘s, da marca Tonante, é uma alternativa ótima a Les Paul da PHX, mas no corpo de uma Stratocaster. Tem um ótimo custo benefício, é uma das guitarras mais baratas do mercado. É recomendada como uma guitarra de entrada, ou um segundo instrumento aos profissionais. 

O corpo da Guitarra Muriel ‘s é construído em Linden, enquanto o braço é em Maplewood. São três captadores Standard Single-Coil, uma marca das guitarras Stratocaster. Vem com uma ponte fixa e tem suporte para alavanca de Tremolo, um dos recursos preferidos dos improvisadores experientes. 

São três knobs à disposição do guitarrista, um deles para controlar o volume e dois para controlar o tone. São 22 trastes, o número indicado para a Guitarra Stratocaster. As tarraxas blindadas são mais precisas na hora de afinar o instrumento. A Guitarra Stratocaster Muriel’s é uma ótima alternativa a Guitarra PHX.

Ficha técnica:

  • Tipo: Stratocaster
  • Corpo: Linden
  • 3 knobs de controle 
  • 3 captadores standard single-coil
  • Peso: 3,3 kg
  • Trastes: 22 
  • Dimensões: 105 cm x 42 cm x 8 cm

2. Guitarra Elétrica TEG-320- Thomaz

Guitarra Elétrica TEG-320- Thomaz

Prós

Contras

✅Indicado para guitarristas iniciantes e intermediários

🚫 Mais cara que a guitarra PHX

✅ Timbre ótimo

🚫 Sem alavanca de tremolo

✅ Stratocaster

A Guitarra Elétrica TEG-320, da marca Thomaz, também é uma alternativa ótima a Les Paul da PHX, mas no corpo de uma Stratocaster. As guitarras da Thomaz são fabricadas na China. Os produtos do mercado oriental estão cada vez melhores. Agora, além do preço, os produtos da China são competitivos em qualidade

É uma opção um pouco mais cara que os modelos anteriores, mas a qualidade é equivalente ao preço. É mais que um instrumento para músicos iniciantes, pode atender tanto os guitarristas intermediários quanto os profissionais. Pode surpreender em apresentações mais simples ou até para abertura de grandes shows. 

A TEG-320 conta com três captadores, dois singles e um hard bunker. O corpo é construído em Hardwood e tem o braço parafusado. São três knobs, dois para controlar o tone e um para o volume, bem como uma chave seletora em cinco posições. Apesar de ser um pouco mais cara, a Guitarra Elétrica TEG-320 é uma ótima alternativa a Les Paul PHX. 

Ficha técnica:

  • Tipo: Stratocaster
  • Corpo: Hardwood
  • 3 knobs de controle 
  • 3 captadores, 2 single-coil e 1 hard bunker
  • Peso: 3,5 kg
  • Trastes: 22 
  • Dimensões: 104 cm x 44 cm x 8 cm

3. Guitarra Stratocaster Memphis – Tagima

Guitarra Stratocaster Memphis - Tagima

Prós

Contras

✅Indicado para guitarristas iniciantes e intermediários

🚫 Mais cara que a guitarra PHX

✅ Timbre ótimo

🚫 Sem alavanca de tremolo

✅ Stratocaster

A Guitarra Memphis Mg30, da marca Tagima, é mais uma ótima alternativa a Les Paul da PHX, mas no corpo de uma clássica Stratocaster. Assim como a PHX, a Tagima é uma marca jovem, mas que conquistou o respeito do mercado em pouco tempo. Fundada em 1986, a marca japonesa é uma das melhores do planeta.

A Stratocaster Memphis é uma guitarra que atende tanto os músicos iniciantes como os intermediários. Os três captadores Single Coil garantem um som limpo e bem definido. Vem com uma chave seletora com 5 posições, três para os captadores e dois para o tone. São três knobs, dois para controlar o tone e um é responsável pelo controle de volume. 

O corpo da Stratocaster Memphis é construído em Basswood, a escala em Technical Wood e o braço em Maplewood. Tem o preço acessível, um acabamento muito bonito e sofisticado. É uma ótima guitarra para quem quer começar com um instrumento bom, ou quem precisar renovar o set up. A Guitarra Memphis é uma ótima alternativa a PHX. 

Ficha técnica:

  • Tipo: Stratocaster
  • Corpo: Basswood
  • 3 knobs de controle 
  • 3 captadores single-coil 
  • Peso: 2,5 kg
  • Trastes: 22 
  • Dimensões: 105 cm x 40 cm x 30 cm

Conclusão: A Guitarra PHX é boa ou não?

A Guitarra PHX é boa, desde que você seja um guitarristas iniciante e tenha poucos recursos para investir. A guitarra não é recomendada aos músicos profissionais, a não ser como um segundo instrumento. O preço é baixo e atende muito bem as necessidades do guitarrista amador. 

As alternativas apresentadas, como as Guitarras Tonante, Tagima e Thomaz, entregam um pouco mais do que a Guitarra PHX pode oferecer. São guitarras Stratocaster, um diferencial importante, e ainda podem satisfazer os guitarristas mais experientes. Se você é um guitarrista que não sabe por onde começar, a Guitarra PHX é a opção certa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.