Início » Os 7 Melhores Violões Takamine em 2021

Os 7 Melhores Violões Takamine em 2021

Quando o assunto é violão, a marca Takamine é uma das primeiras que vêm à mente de qualquer músico. Tamanha popularidade não é obra do acaso. Ao longo das últimas seis décadas, a empresa japonesa se consolidou como uma das principais fabricantes de violão do planeta. Com essa consciência, trazemos aqui um artigo especial sobre os melhores violões Takamine do mercado.

Vamos fazer uma análise dos modelos selecionados e explicar de forma geral os prós e contras de cada instrumento. Como se não bastasse, também abordaremos vários aspectos cruciais na escolha de um violão: quais os principais formatos, a diferença entre acústico e elétrico, a particularidade das cordas de nylon e aço, quais os principais controles de um pré-amplificador e muito mais.

E aí, preparado para a leitura? Pois bem, chega de delongas e vamos ao que interessa!

Melhores violões Takamine para comprar online

Veja abaixo nossa lista dos melhores violões Takamine do mercado. 

1. Violão GC1CE LH – Takamine

Prós

Contras

✅ Som doce e agradável

🚫 Ausência dos botões phase e notch no pré-amplificador

Começamos nossa seleção com um violão de cordas nylon. Esse modelo particular é para canhoto (LH), mas existe a versão para destros.

Possui acabamento brilhante, tampo de spruce, corpo de mogno, escala de rosewood e tarraxas cromadas com madrepérola. O sistema de captação apresenta equalizador de três bandas, controle de volume e afinador embutido.

O som é delicado e agradável, caindo muito bem para MPB e peças clássicas, por exemplo. A tocabilidade é outro ponto positivo, já que as cordas de nylon são menos “duras” que as de aço.

O ponto negativo vai para a ausência dos botões phase e notch no pré-amplificador, que poderiam ser úteis para diminuir ruídos ao vivo. Esse aspecto, no entanto, não impede o modelo de estar entre os melhores violões de nylon da Takamine em custo-benefício.

2. Violão Folk GD10 N – Takamine

Prós

Contras

✅ Preço baixo

🚫 Não possui captação

✅ Visual clássico

Esse violão folk tem um acabamento clássico minimalista que vai bem em qualquer situação, seja em casa ou nos palcos.

O modelo acústico tem cordas de aço, corpo de mogno, tampo de spruce e escala de rosewood, o que garante um timbre bem equilibrado. Além disso, oferece tarraxas cromadas e escudo preto.

Além do interessante timbre e do valor atraente, possui pegada confortável, mas o ponto negativo fica para a ausência de sistema de captação, que o impossibilita de ser conectado a caixas de som.

3. Violão GD11MCE NS – Takamine

Prós

Contras

✅ Seleção de madeiras 

🚫 Som elétrico mediano 

✅ Bom custo-benefício

Mais um violão folk para a nossa lista, desta vez com madeira escura, o que confere um visual bacana, bem rústico.

O instrumento tem cordas de aço e uma bela combinação de madeiras: escala de rosewood, com braço, tampo e corpo de mogno. O cutway, por sua vez, facilita o acesso às últimas casas.

O som acústico desse instrumento é bem cheio, com boa projeção. Já o timbre elétrico é mediano, sem tantas opções de controle: apenas equalizador de três bandas, volume e afinador.

4. Violão GX18CE NS – Takamine 

Prós

Contras

✅ Tampo sólido 

🚫 Não espere o mesmo som cheio de um jumbo tradicional

✅ Bom acabamento

Esse modelo tem o shape do corpo baseado nos violões jumbo, mas com tamanho um pouco reduzido, o que otimiza o conforto e a portabilidade do instrumento.

Este lindo violão vem com cordas de aço, corpo de mogno, tampo sólido de spruce, escalas e acabamento natural. O pré-amplificador traz equalizador de três bandas, botão de volume e afinador.

Um instrumento com bom acabamento e um belo timbre, deixando claro que o corpo mini jumbo não entrega os mesmos graves dos violões de jumbo tradicionais. O tampo sólido, porém, dá uma “turbinada” interessante no som do instrumento.

5. Violão GD12CE NS – Takamine

Prós

Contras

✅ Ideal para intermediários

🚫 Ausência dos botões phase e notch no pré-amplificador

Esse modelo cai muito bem para quem já tem uma boa noção de violão e quer comprar um instrumento de nível intermediário.

Para começar, o modelo possui formato folk e encordoamento de aço. Além disso, tem tampo de spruce, escala de rosewood e corpo de mogno. O pré-amplificador conta com equalizador de três bandas, afinador e botão e volume

Se você está curioso em relação ao timbre, saiba que é cheio e bastante claro, com boa projeção. Entretanto, o instrumento poderia ser ainda mais completo se o pré viesse com botões de redução de feedback. 

 6. Violão GC6CE BLK – Takamine

Prós

Contras

✅ Tampo sólido 

🚫 Preço mais alto

✅ Timbre definido

Esse violão clássico de cordas de nylon tem componentes de muita qualidade, sendo voltado para músicos intermediários e avançados.

Oferece corpo de black walnut com cutway, tampo sólido de spruce, braço de mogno, escala de laurel e tarraxas douradas. O sistema de captação possui equalizador de três bandas, botão de volume e afinador integrado.

Para completar, o som é rico e muito bem definido, fazendo desse modelo um dos melhores violões clássicos da Takamine. Todas essas características positivas, porém, aumentam o custo do instrumento.

7. Violão GJ72CE NAT – Takamine

Prós

Contras

✅ Alta qualidade sonora 

🚫 Valor elevado

✅ Belo acabamento

Esse é o violão mais caro de nossa lista, mas quem puder comprá-lo com certeza não se arrependerá.

De formato jumbo com cordas de aço, o modelo tem tampo sólido de spruce, corpo e braço de figured maple, escala de rosewood e acabamento natural. O pré-amplificador é bastante completo, contando com equalizador de três bandas, volume, afinador, notch filter, mid contour e eq by-pass.

Sem dúvida, é um violão de alta qualidade sonora, seja plugado ou desplugado. Outro diferencial é a riqueza do acabamento, oriundo das madeiras figuradas. A exemplo do modelo anterior, contudo, o instrumento exige um alto investimento.

Para que serve o violão Takamine? 

O violão Takamine é um instrumento que pode ser usado de forma individual e também em bandas, possibilitando a execução de bases e solos nos mais variados estilos musicais.

A Takamine possui várias linhas de violões que atendem aos mais variados músicos, do iniciante ao avançado. Dessa forma, não importa se você está começando ou já é profissional, nem o seu estilo musical preferido – saiba que a Takamine terá um violão que atende às suas necessidades.

Abaixo, explicamos de forma simples e objetiva as características que diferem os violões disponíveis no mercado.

Como escolher o melhor violão Takamine

Há muitos fatores importantes que devem ser analisados antes de comprar um violão. Vamos, então, a alguns deles:

Formatos de Violão 

Clássico 

Muito usado por iniciantes, na maior parte das vezes vem equipado com encordoamento de nylon. Conhecido pelo som macio e agradável, o formato clássico é perfeito para tocar canções de bossa nova, música popular brasileira e samba, além de peças eruditas.

Folk 

Esse é o formato mais comum de violão com cordas de aço. Bastante versátil e equilibrado, é possível encontrá-lo facilmente com artistas de sertanejo, pop e rock. Esse shape também é chamado de dreadnought, especialmente fora do Brasil. 

Jumbo

Se você gosta de um som gordo com bastante ressonância, o jumbo é um prato cheio. Esse tipo de violão possui uma caixa acústica avantajada que, somada às cordas aço, faz bonito em estilos como blues, pop e rock.

Flat 

Os grandes atrativos dos violões do tipo flat são o conforto e o som plugado. Isso se deve ao fato de que esse shape possui um corpo fino, ou seja, o som natural dele tende a ser mais magro e baixo do que outros tipos de violão. É mais comum vir com cordas de nylon. 

Auditorium e Orchestra 

Com traços arredondados, esses dois modelos são bastante parecidos. Com cordas de aço, entregam um timbre bem destacado nos médios, estando entre os melhores violões para bandas de igreja, por exemplo.

Baby

Como o próprio nome sugere, são violões de tamanho reduzido. Por isso, são instrumentos leves e portáteis, com bom som. 

Violão Acústico ou Elétrico

O violão acústico apresenta caixa acústica com uma “boca” para ressonância do som das cordas. Não conta com captador, então não é possível ligá-lo diretamente a uma mesa de som ou amplificador. 

O violão eletroacústico une os dois mundos. Em outras palavras, além de poder ser utilizado de forma acústica, permite a ligação direta em caixas de som, que amplificam o sinal do captador. Muitas vezes, é chamado apenas de “violão elétrico”. 

Tipos de cordas para violão

Nylon 

Esse tipo de encordoamento é conhecido pelo timbre macio e delicado, caindo muito bem para dedilhados e levadas sem palheta, por exemplo. São bastante confortáveis ao toque, por isso são as preferidas dos iniciantes. Além disso, cordas de nylon estão muito presentes em estilos como erudito, bossa nova e MPB.

Aço 

Com um timbre mais agressivo e metálico, as cordas de aço são perfeitas para quem usa palhetas e gosta de rock, blues e sertanejo. Costumam ser mais duras que as de nylon, exigindo força dos dedos. 

Materiais de um violão

Se você não sabe quais são as melhores madeiras para violão, aqui vai uma pequena lista que facilitará a sua pesquisa: spruce, mogno, sapele, rosewood e nato. Claro que existem muitas outras, mas essas são madeiras clássicas e certeiras para um violão. 

Lembre-se, porém, de que a espessura do corpo também interfere no som, pois o timbre de instrumentos finos tende a ser mais magro e baixo do que o de violões com corpo avantajado. 

Falando de  tarraxas, prefira as totalmente blindadas, pois impossibilitam a entrada de partículas de sujeira, fato que aumenta a resistência delas. 

Cutway 

Se você faz parte do time de violonistas que curte solos e técnicas avançadas, dê preferência para instrumentos com cutway. Violões com o corte na parte de baixo do corpo apresentam mais facilidade para o músico acessar as últimas casas.

Tipos de tampo de violão

Muitos fatores afetam o timbre final do violão, sendo que o tipo de construção do tampo é um dos principais. 

Se você busca o melhor timbre e projeção possíveis, escolha instrumentos com tampos sólidos. Saiba, no entanto, que violões com tampo maciço têm valor elevado. 

O tampo laminado é o tipo mais comum em violões de menor custo. Seu timbre não chega a ser de baixa qualidade, mas deixa a desejar se comparado a um violão de tampo sólido.

Controles principais de um violão 

Os violões eletroacústicos e elétricos costumam vir com pré-amplificadores ativos, que contam com uma variedade de controles que dão bastante autonomia para o músico em apresentações e gravações em linha. 

Alguns desses recursos de ajustes são: equalizador, afinador embutido e botões que podem solucionar problemas de microfonia. Alguns modelos podem vir até com efeitos integrados. 

Por isso, se você vai utilizar o violão ao vivo, atente bem para os controles disponíveis. 

Sonoridade e pegada do músico 

Tenha em mente que a sonoridade final de um violão é o resultado da soma dos diversos fatores que explicamos anteriormente, como formato e espessura do corpo, madeiras utilizadas, tipo de corda, construção do tampo etc.

Lembre-se, porém, de que um dos aspectos mais decisivos ainda é a própria pegada do músico. Por isso, é muito importante estudar constantemente para sempre estar em evolução e conseguir tirar o máximo do instrumento.

Perguntas frequentes 

Qual é a melhor marca de violão?

Algumas das fabricantes de violão mais respeitadas e consagradas do mundo são Takamine, Martin, Gibson, Taylor e Yamaha. 

Qual o melhor violão Takamine em custo-benefício?

A Takamine tem variadas linhas de violão em seu catálogo, que abrangem diversos níveis de músicos. Alguns dos violões de melhor custo-benefício da Takamine são os modelos GD12CE, GD11MCE e GC1CE.

Qual o melhor violão para profissionais?

Os instrumentos sólidos são o melhor tipo de violão para profissionais. Esse tipo de construção gera um timbre definido, cheio e alto, que se destaca em gravações e apresentações ao vivo. 

Qual a melhor marca de violão clássico?

Giannini, Memphis by Tagima, Di Giorgio, Takamine e Yamaha estão entre as melhores marcas do segmento de violões clássicos. 

Qual marca de violão é boa e barata?

Crafter, Takamine, Giannini, Tagima, Strinberg e Yamaha são empresas que constroem violões com interessante custo-benefício. 

Conclusão: qual o melhor violão Takamine

Capazes de atender tanto ao músico iniciante quanto ao avançado, os instrumentos Takamine estão entre as melhores opções de compra do mercado brasileiro quando o assunto é violão.

Se você está começando ou busca uma opção simples sem comprometer tanto o orçamento, o GD10 N é um dos melhores violões baratos da Takamine.

Se você, porém, prefere violões com cordas de nylon, indicamos duas opções de faixas de preço distintas: Takamine GC1CE e Takamine GC6CE BLK. Qualquer um deles é uma escolha certeira para estilos como MPB, samba e erudito.

Em relação aos violões de cordas de aço com captação, destacam-se os modelos GD11MCE NS e GD12CE NS, que estão entre os melhores violões Takamine em custo-benefício.

Se você pode gastar um pouco mais, recomendamos muito o Takamine GJ72CE NAT, um dos melhores violões profissionais da marca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.