Início » Os 8 Melhores Amplificadores de Guitarra em 2022

Os 8 Melhores Amplificadores de Guitarra em 2022

Você acabou de comprar a sua primeira guitarra e ainda não sabe qual amplificador escolher? Ou já é um guitarrista experiente e precisa de um amplificador novo para explorar outras possibilidades sonoras? Seu dia de sorte chegou. O ranking dos melhores amplificadores de guitarras do ano irá te qualificar para adquirir a melhor ferramenta. 

Está pronto para aprender mais sobre o próximo amplificador que você pode ter? Então vamos lá! Descanse sua guitarra por alguns instantes, ajuste seu foco, anote o que for mais importante, salve os melhores links e dê um grande passo na sua evolução musical.

Melhores amplificadores de guitarra para comprar online

Escolher o melhor amplificador de guitarra pode ser divertido, mas não é uma tarefa fácil. Você pode prejudicar a sua evolução por causa de uma má escolha. Para começar, analise a tabela a seguir:

Imagem

Produto

Preço (R$)

Amplificador Katana 100 - Boss

1. Amplificador Katana 100 - Boss

✔️ Melhor amplificador de guitarra

Amplificador Code 100 - Marshall

2. Amplificador Code 100 - Marshall

✔️ Melhor amplificador de guitarra da Marshall

Amplificador Pathfinder V9106 - Vox

3. Amplificador Pathfinder V9106 - Vox

✔️ Ótimo amplificador para rotinas de estudo 

Amplificador FLY 3 Mini - Blackstar

4. Amplificador FLY 3 Mini - Blackstar

✔️ Compatível com vários instrumentos

Amplificador Crush Mini - Orange

5. Amplificador Crush Mini - Orange

✔️ Funciona a pilha 

Amplificador Jornal Strike G30  - Borne
Amplificador London Strike G30 - Borne
Amplificador GT1200 - Sheldon

8. Amplificador GT1200 - Sheldon

✔️ Mais barato do mercado

1. Amplificador Katana 100 – Boss 

Prós

Contras

✅ Válvulas Tube Logic

🚫 -

✅ Software Boss Tone Studio

✅ Melhor amplificador de guitarra do mercado

O nosso campeão é um poderoso chefão entre os amplificadores. O Boss Katata 100 é uma das grandes referências no mercado e pode satisfazer qualquer músico. Desde de guitarristas experientes em mega concertos, a estudantes que estão dando os primeiros passos, esse amplificador é para você. 

O Katana 100 é um amplificador que utiliza o sistema valvulado chamado Tube Logic, que foi desenvolvido pela própria Boss. Tem um ótimo ataque, compressão, potência e conta com uma presença acima da média. Entrega um som definido, limpo e quente. 

Conta com cinco tipos de emulações do amplificador, o clean, crunch, lead, brown e acústico. Há possibilidade de equalização com os knobs bass, mid e treble. Você tem 5 efeitos a disposição, o booster, mood, fx, delay e reverb. Com um banco de memória do amplificador você pode salvar as configurações preferidas para usar a hora que quiser.

Além de ser bivolt, tem um sistema que possibilita o controle através de pedais. Mas um grande destaque é o software Boss Tone Studio, é um recurso gratuito da marca onde você pode turbinar o seu amplificador e usar presets de grandes guitarristas. É uma ferramenta muito útil tanto para profissionais como para amadores. 

O Boss Katana 100 é uma ótima opção para qualquer músico. Você ainda pode regular a potência do alto falante, indo de 5w a 100w, possibilitando estudos de madrugada e ótimas apresentações. Bom, o que mais dizer sobre este amplificador? Somente que ele pode ser seu. 

2. Amplificador Code 100 – Marshall

Prós

Contras

✅ Mais opções de modulação

🚫 Sem regulação de potência

✅ Software Marshall Code 100

✅ Formado por gabinete e cabeçote

Essa disputa foi acirrada. A nossa medalha de prata foi para um modelo que esbanja tecnologia, sofisticação e já é uma querida do mercado. O Marshall Code 100 é um amplificador de guitarra sensacional. É fácil gostar dele. 

O Marshall Code 100 é um combo para qualquer guitarrista numa potência de 100W. É formado pelo cabeçote Code 100 H e o gabinete Code 412. São 14 tipos de amplificação, 24 efeitos como auto wah, chorus, phaser, flanger, delay, reverb, compressor e tantos outros. 

É um amplificador de voltagem 110v, tem 100 presets programáveis e uma tecnologia multimídia muito útil. É compatível com aplicativo Marshall Gateway, disponível para Android e IOS, uma ótima ferramenta para suas apresentações. Tem conexão por bluetooth e usb, ampliando as possibilidades de interação com outras ferramentas.  

Bom, foi difícil escolher os primeiros do nosso ranking. O Marshall Code 100 é tão bom quanto o Boss Katana 100, mas ainda deixa a desejar na execução dos volumes baixos. Mas isso não tira seu prestígio. Seu som quente, definido e todas as possibilidades de modulação reservam o seu prestígio. E você, já pensou em ter um Code 100? 

3. Amplificador Pathfinder V9106 – Vox

Prós

Contras

✅ Melhor amplificador de guitarra para iniciantes

🚫 Não tem bom desempenho em grandes shows

✅ Ótimo desempenho para estudantes

Agora vamos conhecer o melhor amplificador de guitarra para estudantes. É o Vox Pathfinder V9106, um modelo valente, compacto e potente. Seus 10W de potência são o suficiente para gravações mais simples, ensaios e estudos. 

A Vox é uma marca inglesa respeitada pelos guitarristas. Seus equipamentos são de primeira linha. E o amplificador Pathfinder sustenta a tradição. Possui as opções de drive e overdrive acompanhadas de um knob de ganho, que ajuda a definir o som. 

Conta com duas bandas de equalização, o bass e o treble. O knob de volume ajusta a intensidade do som. Tem uma entrada para fone de ouvido, o que facilita muito a rotina de estudos. Assim você pode estudar sem incomodar os outros.   

Apesar de ser pequeno e ter 10W de potência, o Vox Pathfinder é um amplificador que pode te surpreender e suprir todas as suas necessidades, ainda mais se você está começando agora. Não fique sem estudar por falta de amplificador, peça o seu agora. 

4. Amplificador FLY 3 Mini – Blackstar

Prós

Contras

✅ Ótimo desempenho para estudantes

🚫 Fonte não inclusa

✅ Ótimo amplificador de guitarra para iniciantes

O Blackstar Fly 3 Mini é um amplificador de guitarra surpreendente, é recomendado aos guitarristas de apartamento. É versátil, portátil e pode funcionar a pilha. Você pode tocar a hora que quiser e onde quiser, não precisa se preocupar com alimentação externa. 

O Fly 3 Mini leva esse nome porque tem 3W de potência e um alto falante com 3 polegadas. Tem opção para regular a potência da distorção e um equalizador de uma banda. A possibilidade de plugar um fone de ouvido deixa ainda mais atrativo aos estudantes. 

Conta com o efeito de delay e um knob que ajusta o tempo da repetição. Quanto mais próximo do zero, mais repetições, quanto mais longe, menos repetições. É um ótimo recurso para quem está começando a tocar. 

Apesar de simples e pequeno, o Blackstar Fly 4 Mini é um ótimo amplificador de guitarra. Além de funcionar somente com seis pilhas, ele tem uma entrada para fone de ouvido e você pode tocar em qualquer lugar. É incrível, não acha? E ele ainda pode ser seu com apenas um clique.

5. Amplificador Crush Mini – Orange

Prós

Contras

✅ Boa distorção 

🚫 Fonte não inclusa

✅ Ótimo desempenho para estudantes

Gosta de amplificadores coloridos e bons de som? Um modelo autônomo, leve, compacto e com opções que pode te surpreender? Então o Orange Crush Mini é o amplificador de guitarra ideal para você. 

Tem um afinador integrado capaz de quebrar um galho naquelas horas que ninguém da turma tem um. Conta com 3W de potência, pesa menos de um kilo e tem um som bem definido. É muito recomendado para as rotinas de estudo.

Tem um overdrive com potenciômetro que garante o controle do som da guitarra. Também conta com um equalizador de uma banda muito intuitivo e tem controle de ganho. A entrada para fone permite que você não incomode seus vizinhos na hora de tocar. 

A Orange conseguiu manter a qualidade dos grandes amplificadores no Crush Mini. Além de tudo, é alimentado por bateria e tem conexão para uma caixa passiva. E aí, o que achou? Pode escolher o Orange Crush Mini sem medo!

6. Amplificador Jornal Strike G30  – Borne

Prós

Contras

✅ Ótimo custo-benefício

🚫 Alimentação externa

✅ Boa distorção 

O sexto lugar do nosso ranking é um amplificador de entrada de uma marca respeitada, a Borne. É o Strike G30, um modelo muito bem acabado, bonito, portátil e que pode impressionar em qualquer ensaio. 

É um amplificador bivolt e, ao contrário das duas posições acima, não funciona com pilha. Tem 15W de potência, o alto-falante de 6,5 polegadas e uma entrada auxiliar para conectar o celular ou notebook, é uma opção para tocar com play along. O sistema de amplificação tem uma proteção térmica que protege do curto circuito. 

O Strike G30 conta com o drive e um botão de ganho para o seu ajuste. A equalização está dividida em duas bandas, uma de grave e outra de médio-agudo. Uma entrada para fone de ouvido ajuda os estudantes inveterados que não perdoam nem a madrugada. 

Por fim, o Strike G30 é um modelo um pouco mais potente que as duas posições acima, mas seus recursos não são suficientes para alcançá-lo. Mesmo assim é um ótimo amplificador, principalmente para os iniciantes. Tem, sem dúvida, um bom custo benefício. E o melhor, pode ser seu. 

7. Amplificador London Strike G30 – Borne

Prós

Contras

✅ Ótimo para estudantes

🚫 Alimentação externa

✅ Bom acabamento

A marca Borne conquista mais um lugar no nosso ranking dos melhores amplificadores do ano com o London Strike G30. É um modelo muito parecido com o nosso sexto lugar,  a principal alteração é no layout. Este homenageia a capital da Inglaterra. 

O London Strike G30 tem uma equalização em duas bandas, para grave e médio-agudo. A entrada para fone de ouvido auxilia na horas dos estudos, evitando qualquer incômodo. O drive vem acompanhado de um knob que regula a sua intensidade.

Também não funciona a pilha, mas é um amplificador bivolt. A entrada auxiliar permite a interação com outros dispositivos. Os 15W de potência e o alto-falante de 6,5 polegadas entregam um som encorpado, compatível com o seu valor.  

O Borne London Strike G30 é um modelo sofisticado, com qualidade e que conseguiu agradar os seus fãs. É uma ótima opção para os estudantes e tem um custo benefício muito bom. Invista agora mesmo na sua jornada musical. 

8. Amplificador GT1200 – Sheldon

Prós

Contras

✅ Mais barato do mercado

🚫 Poucas configurações

✅ Resistente

Chegamos ao final do nosso ranking com o amplificador de guitarra Sheldon GT1200, perfeito para quem tem poucos recursos para investir, e mesmo assim entrega um ótimo resultado. 

É um amplificador bivolt com 15W de potência. Sua configuração, bem como seu acabamento é simples. É resistente e recomendado para viagens, apesar de não ser o modelo ideal para shows e apresentações. 

Vem com a opção de drive ou turbo e o respectivo knob de ganho. Os equalizadores têm três bandas, a grave, médio e aguda. Um botão de master regula o volume de saída de todo o sistema. 

O Sheldon GT1200 já foi o primeiro amplificador de grandes guitarristas, porque não ser o seu também? Tem uma potência considerável e a entrada p10 para fone permite os estudos noturnos. É a melhor opção para quem quer dar o primeiro passo, mas não pode investir muito. Aproveite e adquira o seu agora mesmo. 

Para que serve o amplificador de guitarra?

Quem veio primeiro, o amplificador ou a guitarra? O amplificador foi criado para dar utilidade a guitarra, ou a guitarra foi desenvolvida a partir da tecnologia do amplificador? O amplificador foi inventado em 1923 pelo engenheiro e músico Lloyd Loar. A ideia era de amplificar o som dos instrumentos musicais a partir de um dispositivo capaz de converter o sinal elétrico em som. 

Já a primeira guitarra surgiu 8 anos depois, em 1931. Fruto de uma parceria entre um músico, George Beauchamp, e um engenheiro elétrico, Adolph Rickenbacker, o primeiro modelo utilizava dispositivos que podiam captar as vibrações das cordas para transformá-las em sinais acústicos. Tais sinais seriam reproduzidos por um outro instrumento, o tal do amplificador de guitarra.  

Como escolher o melhor amplificador de guitarra

O nosso ranking te entregou as melhores opções de amplificador para comprar neste ano. Agora vamos te ensinar a escolher o melhor dispositivo por conta própria. 

Tipos

Os tipos mais comuns de amplificador de guitarra são o valvulado, transistorizado, híbrido e digital. Cada um deles tem suas características que os destacam entre os demais. Fique atento e descubra qual é o tipo mais vai te trazer mais benefícios na hora do estudo e do palco. 

Valvular 

Os amplificadores valvulados amplificam o som através de válvulas e tubos de vácuo para expandir o som do instrumento. As válvulas podem criar uma distorção natural por causa da saturação que ocorre com o ganho de volume. É um tipo de dispositivo que precisa de mais cuidado, o guitarrista deve cuidar ao transportar e deve prestar atenção na vida útil das válvulas. 

Transistorizado 

Os amplificadores transistorizados utilizam um sistema de amplificação através de transistores. É um componente elétrico capaz de transformar o sinal elétrico em acústico. Os transistores são mais leves, tornando o amplificador mais resistente e fácil de carregar. Em comparação com o valvulado, o transistorizado entrega um com mais frio, com menos intensidade. 

Híbrido 

Já o amplificador do tipo híbrido mescla os recursos do valvulado e do transistorizado. Aqui existem ainda dois tipos, os modelos com pré-amp e os power-amp. Os pré-amp fornecem um som mais saturado, enquanto os power-amp entregam um som mais intenso e potente. São opções que costumam entregar um bom nível de saturação e potência por um preço acessível. 

Digital 

Por fim temos os amplificadores do tipo digital, os mais recentes da categoria. São conhecidos como de classe-D, eles têm bastante potência e gastam pouca energia. Podem ser leves e pequenos. Os digitais geram uma onda senoidal que faz a comunicação com a guitarra para converter os sinais elétricos e digitais em acústicos. 

Tamanho

Os tamanhos mais comuns para amplificadores são os de 8, 10 e 12 polegadas, mas você pode encontrar outros no mercado. Lembre-se de considerar o motivo pelo qual você quer um amplificador. Os menores são os mais recomendados para estudo ou para estúdios não tratados. Os maiores são os mais utilizados nas turnês e shows, pois o som precisa ser forte para ser ouvido por toda a plateia. 

Potência

A potência de cada amplificador também pode variar. Você pode encontrar modelos de 8 até 50 watts. Os menos potentes são recomendados aos estudantes. Lembre-se, é muito importante estudar com o instrumento ligado, então procure por modelos com potência baixa para otimizar seus estudos. Mas se você quer um amplificador para os shows, então escolha um com uma potência acima dos 40 watts para garantir um som quente ao seu público. 

Configuração 

Cada amplificador vem com uma série de knobs, cada um com sua função. As funções de drive e volume são as configurações mais comuns, a marca zero está à esquerda, enquanto o guitarrista pode aumentar ao girar o knob a direita. Já os botões de equalização, ou seja, bass, mid e treble, tem a marca zero em 12 horas, ou seja, a esquerda você diminui e a direita você amplifica. 

Alto falantes

Muitos guitarristas se preocupam com o modelo do amplificador, mas deixam de analisar os tipos de alto falantes. É muito importante verificar a potência, a impedância e o tamanho do alto falante para saber se o aparelho é o ideal para você. Não esqueça que alto falantes menores são mais indicados para estudar e os maiores são os melhores para shows e apresentações. 

Perguntas frequentes 

Qual é a melhor marca de amplificador de guitarra para iniciantes? 

É recomendado que os iniciantes comecem por um amplificador com uma potência baixa para não incomodar os outros na hora dos estudos. A sua escolha depende do quanto você pode investir. As marcas como Vox e Blackstar são ótimas para começar.

Como escolher um amplificador para guitarra? 

O primeiro passo é conhecer a sua necessidade. Para estudo dê preferência a amplificadores menores, eles são ótimos para você estudar sem perturbar os outros. Os mais potentes são indicados para shows, gravações e performance. 

Como faço para equalizar meu amplificador? 

Geralmente os amplificadores vem com três bandas de equalização: bass, treble e mid. O bass regula as frequências graves, treble agudas e mid as médias. Os knobs na posição de doze horas indicam o marco zero. Para a esquerda você diminui as frequências e para a direita aumenta. 

Qual o melhor amplificador de guitarra custo-benefício? 

Depende do seu orçamento e o quanto você quer investir na carreira. Se você está começando pode começar pelo modelo Blackstar FLY 3 Mini, é o mais indicado para quem quer iniciar sua jornada musical. O modelo Boss Katana 100 é o mais indicado aos músicos experientes. 

Qual é a diferença entre amplificador valvulado e transistorizado? 

O amplificador de guitarra valvulado usa válvulas a vácuo para converter o sinal elétrico em sinal sonoro. Já o amplificador transistorizado utiliza os transistores. O primeiro tem um sistema mais frágil e precisa de mais cuidado, o segundo é mais robusto, indicado para turnês e shows. 

Conclusão: qual o melhor amplificador de guitarra 

O amplificador de guitarra deu vida a novas formas musicais, você não acha? Escolher o certo é fundamental para a sua carreira. O ranking os melhores amplificadores de guitarra do ano é um guia completo dos melhores modelos do mercado. 

Você conheceu as características dos aparelhos desenvolvidos por grandes marcas como Boss, Marshall, Vox, Blackstar, Orange, Borne e Sheldon. Esse conhecimento é imprescindível para quem quer dar um passo na sua evolução musical. 

O manual de como escolher o amplificador de guitarra trouxe todas as características que você precisa dominar antes de fazer uma escolha. Já o FAQ respondeu as perguntas mais recorrentes de todos os guitarristas. Agora você já deve ter percebido que os estudos não param por aqui, né? 

Você já tirou todas as dúvidas e agora é a hora de seguir um caminho. Você já pensou qual caminho percorrer? Uma dessas caixas de som te chamou atenção? O ranking os melhores amplificadores de guitarra do ano te ajudou? Conta pra gente e compartilhe o material com todo guitarrista que quer evoluir! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.