Início » Os 8 Melhores Violões Yamaha em 2021

Os 8 Melhores Violões Yamaha em 2021

Quando se fala de bons violões, não há como não citar a marca Yamaha. A empresa, que nasceu em 1887, desenvolveu um know-how diferenciado na produção de instrumentos musicais, consolidando-se como uma das potências mundiais do segmento. Para você que está em busca de um violão, preparamos este artigo mais do que especial sobre os melhores violões Yamaha do mercado.

A empresa conta com várias linhas e modelos de violões que atendem a todas as realidades possíveis. Seja você aprendiz ou profissional, fique tranquilo: a Yamaha tem um violão que suprirá a sua necessidade, sempre garantindo a qualidade final do produto.

Nas linhas abaixo, iremos esmiuçar as características dos melhores violões da Yamaha, analisando os prós e contras de cada modelo. Dessa forma, você ficará muito mais confiante para fazer a sua escolha. Vamos nessa?

Melhores violões Yamaha para comprar online 

Uma tabelinha sempre facilita a visualização, não é mesmo? Pois bem, confira a seguir a nossa lista dos melhores violões Yamaha do mercado. 

Imagem

Produto

Preço (R$)

1. Violão C40MII - Yamaha

✔️ Boa construção

2. Violão SLG200S - Yamaha

✔️ Captação de alta qualidade

3. Violão APX600 - Yamaha

✔️ Modelo consagrado

4. Violão Transacoustic FG-TA - Yamaha

✔️ Efeitos somados ao som acústico

5. Violão CG122MS - Yamaha

✔️ Tampo sólido

6. Violão CPX700 - Yamaha

✔️ Som encorpado

7. Violão F310 - Yamaha

✔️ Escala curta

8. Violão NTX1 - Yamaha

✔️ Confortável

1. Violão C40MII – Yamaha

Prós

Contras

✅ Boa construção 

✅ Belo custo-benefício

🚫  Ausência de marcações na escala

✅ Timbre agradável

Para começar, aqui está um dos melhores violões Yamaha, com cordas de nylon de ótimo preço e boa qualidade. Com o formato clássico, esse instrumento pode ser usado por destros ou canhotos.  

A construção do violão é bem robusta, com madeiras que garantem um som claro, sem sobras de frequências indesejáveis: braço de nato, corpo de meranti, tampo de spruce e escala de rosewood. Para complementar, o acabamento final é feito em verniz fosco, cuja característica principal é oferecer uma pegada leve e fluida.  

Fique atento, porém, porque esse violão é apenas acústico. Em outras palavras, se você pretende fazer apresentações, ele não é o modelo mais indicado. Já se você vai só praticar em casa ou tocar em pequenas rodas de amigos, pode ir sem medo.

Em relação ao visual, trata-se de um violão simples, mas muito bonito. A cor natural, somada às tarraxas com roldanas douradas e o mosaico de padrão verde e vermelho, dão um toque especial ao produto. A escala, porém, não tem marcações, o que pode dificultar a visualização das casas por músicos iniciantes.

Para fechar, considerando todas essas características, o violão tem um belo custo-benefício.  

2. Violão SLG200S – Yamaha

Prós

Contras

✅ Sistema de captação de alta qualidade

🚫  Som acústico muito baixo

✅ Efeitos embutidos

✅ Instrumento leve

Silent Guitar é uma das linhas de violão da Yamaha, que tem como particularidade uma proposta bastante específica: como sugere o nome, os violões são “silenciosos”. Isso mesmo! São instrumentos praticamente sem volume acústico, feitos para serem conectados a caixas de som ou fones de ouvido.

Exatamente por isso, o violão não possui caixa de ressonância, somente um contorno com um bloco central de mogno. Você pode estar se perguntando: qual o benefício desse conceito? Olha só: os violões da série Silent são extremamente leves e confortáveis, com um som elétrico incrível. Ou seja, são perfeitos para os músicos que tocam ao vivo e viajam muito, por exemplo.

O som elétrico definido e poderoso é resultado do sistema de amplificação Studio Response Technology (SRT), que foi projetado para simular o timbre de um violão acústico em um instrumento sem corpo. A tecnologia do pré ainda possibilita o uso de efeitos como chorus e reverb, que dão mais profundidade ao som, além de leitor de música externo e afinador integrado.

O instrumento tem cordas de aço e um visual bastante moderno e arrojado, que chama bastante a atenção por não ser muito comum. Conta com valor de mercado alto, porque é indicado para músicos realmente profissionais, que têm uma agenda de shows constante.

3. Violão APX600 – Yamaha

Prós

Contras

✅ Instrumento anatômico 

🚫  Timbre acústico não é muito encorpado

✅ Som elétrico de qualidade

✅ Modelo consagrado

A APX é uma das linhas mais consagradas da Yamaha, que se caracteriza por instrumentos de formato fino e anatômico, que entregam um som com bastante definição e presença. Os modelos Yamaha APX estão entre os violões mais vendidos do mundo.

O espaçamento entre as cordas é mais estreito do que o habitual em violões de aço, o que gera mais conforto para o músico. O corpo é feito de nato, com tampo laminado de spruce. Já a escala é de rosewood. 

O som acústico, em função do corpo mais fino do que o padrão, tem boa clareza de todas as notas, mas carece de graves profundos. Por outro lado, o sistema de captação piezo é bastante interessante, com os seguintes recursos: controle de volume, equalizador de três bandas, Mid FQ e afinador. O som elétrico é bastante potente, com ótimo brilho. 

O visual dos modelos APX já virou um clássico. Nesse modelo específico, a cor Oriental Blue Burst transmite muita atitude, contribuindo para a construção da personalidade artística do músico. 

O preço desse modelo é justo considerando os concorrentes do mercado.

4. Violão Transacoustic FG-TA – Yamaha

Prós

Contras

✅ Tampo maciço

🚫 Alto custo

✅ Excelente acabamento

✅ Efeitos somados ao som acústico

Os instrumentos da linha Transacoustic contam com uma tecnologia muito bacana, que adiciona os efeitos de reverb e chorus ao som acústico do instrumento. Isso mesmo, sem necessidade de qualquer tipo de amplificação externa. Muito bom! 

Com cordas de aço, tampo maciço de spruce, braço de nato, escala de rosewood e corpo de mogno, o modelo entrega um som com bastante projeção e brilho. Os efeitos são gerados por meio de um sistema chamado atuador, que é instalado dentro do corpo e vibra conforme o instrumento é tocado. Isso fornece texturas diferenciadas ao sinal acústico ou elétrico, estimulando a criatividade do músico. 

Possui apenas três controles: chorus, reverb e interruptor/saída de linha. Um fato interessante é que os botões são pequenos e foram instalados direto na madeira, minimizando a perda sonora que ocorre quando há buracos no corpo. 

A linha conta com diferentes cores, entre elas a bela brown sunburst, presente no modelo que analisamos aqui. Devido à tecnologia empregada, o preço do violão é bem elevado.

5. Violão CG122MS – Yamaha

Prós

Contras

✅ Tampo sólido 

🚫 Ausência de captação

✅ Visual clássico

✅ Timbre consistente

Aqui está um violão clássico de cordas de nylon de excelente qualidade, ideal para o músico que já possui certa experiência e busca um timbre cheio.

Em relação à construção, nato foi usado para as seguintes partes: braço, laterais e fundo. O tampo é maciço e feito de uma madeira chamada engelmann spruce. Por fim, a escala é de rosewood. Trata-se de uma bela combinação de materiais, que garante o timbre alto e consistente do instrumento.

O visual do violão vai agradar em cheio aos mais tradicionais. Acabamento natural, tarraxas cromadas e a bela padronagem do mosaico são características que conversam muito bem entre si.

O conforto do braço é outro fator positivo, que se encaixa muito bem nas mãos do instrumentista. Considerando o preço de mercado, o ponto negativo desse modelo vai para o fato de não ter captação.

6. Violão CPX700  – Yamaha

Prós

Contras

✅ Estabilidade de afinação

🚫 Requer alto investimento

✅ Som encorpado

✅ Tampo sólido 

Os instrumentos da linha CPX possuem formato médio-jumbo, capaz de entregar um timbre encorpado e com bom volume, seja plugado ou desplugado.

O tampo sólido de spruce é responsável pela ressonância e boa resposta dos médio-graves desse instrumento, que ainda conta com escala de rosewood, além de corpo e braço de nato. De quebra, o cutway traz mais conforto ao tocar nos últimos trastes da escala.

As tarraxas de boa qualidade garantem a estabilidade da afinação das cordas de aço, enquanto o desenho no headstock traz um toque diferenciado ao acabamento. O conforto é outro fator positivo.

O pré-amplificador com sistema ART garante que a ressonância do corpo seja amplificada, trabalhando com três botões de equalização, controle de volume, afinador e recurso Mid FQ.

O capricho na construção desse violão gera um valor elevado, sendo mais voltado para músicos intermediários e avançados.

7. Violão F310 – Yamaha

Prós

Contras

✅ Som equilibrado

🚫 Não possui captação

✅ Formato folk

✅ Escala mais curta

Você curte violões folk e não tem muito dinheiro disponível? Aqui vai uma boa opção da Yamaha para você.

De cara, o que chama a atenção ao ler as especificações do modelo é o fato de ele apresentar escala mais curta que a tradicional. Isso significa que o tamanho é reduzido, aumentando o conforto para os aprendizes ou músicos que têm mãos pequenas.

Se você está se perguntando quais são as madeiras utilizadas, aqui vai a lista: tampo laminado de spruce, corpo de meranti e braço de nato com escala de rosewood. O visual do instrumento é bastante simples, mas o verniz utilizado dá um brilho a mais às madeiras.

O som acústico equilibrado e agradável cai muito bem para levadas e dedilhados de palheta, solos e técnica fingerstyle. O ponto fraco é a ausência de captação, o que impede o músico de conectar o instrumento a caixas de som externas.

8. Violão NTX1 – Yamaha

Prós

Contras

✅ Confortável

✅ Tampo sólido

🚫 Captação não é Atmosfeel

✅ Timbre doce

A série NTX da Yamaha faz parte da linha NX e se destaca por oferecer violões clássicos eletroacústicos com braço mais fino do que o padrão, sendo recomendada para quem está acostumado a tocar guitarra ou não tem mãos grandes.

Com cordas de nylon, esse violão tem tampo sólido de spruce, corpo e braço de nato,  escala de walnut e tarraxas de alta precisão. O visual é moderno; a pegada, confortável.

O som acústico é doce e bem destacado, enquanto o som elétrico pode ser manipulado pelos botões de volume, equalizador (três bandas) e frequência ajustável de médios. O pré também conta com afinador integrado.

O ponto negativo vai para a captação. Ela está longe de ser ruim, mas poderia apresentar a incrível tecnologia Atmosfeel, como vários outros modelos da linha NX – fica aquele sentimento de que poderia ser ainda melhor. O valor de mercado é de intermediário para alto.

Como escolher o melhor violão Yamaha

Linhas

A Yamaha possui várias linhas diferentes de violão, cada uma com uma proposta particular. Abaixo, fizemos um pequeno resumo dos melhores violões Yamaha. Confira:

A linha C da Yamaha tem a proposta de oferecer violões clássicos com cordas de nylon para iniciantes, prezando a qualidade da construção, bom timbre e preço baixo.

Conta com violões folk de cordas de aço com bom custo-benefício.

APX 

Uma das linhas mais antigas da Yamaha, os instrumentos APX têm formato fino e anatômico, além de um timbre repleto de definição e presença. 

CPX 

Os violões Yamaha CPX lembram os da linha APX, mas contam com o formato médio-jumbo, que tem um timbre mais encorpado de maneira geral. 

NX (NTX e NCX) 

A NX é uma série da Yamaha com violões de nylon mais modernos. Dentro da NX, há duas linhas diferentes: a NTX, que traz violões de braços e corpos mais finos, evidenciando maior conforto; e a NCX, com instrumentos de tamanho tradicional. 

Transacoustic 

Essa linha é bastante interessante, pois tem um dispositivo que soma os efeitos de reverb e chorus ao som natural do instrumento, sem necessidade de equipamentos externos. 

Silent 

São violões apenas elétricos, ou seja, sem caixa acústica. São feitos para serem amplificados por caixas externas ou utilizados com fones de ouvido. O som acústico é quase inexistente, mas o timbre plugado apresenta altíssima qualidade.

Tipos 

Acústico

Violão acústico não tem captação, portanto não pode ser conectado a caixas externas. Se você não pretende fazer shows, é uma opção válida e de valor mais em conta do que um violão eletroacústico similar. 

Elétrico

O termo “elétrico” é popularmente usado para violões que possuem caixa de ressonância ao mesmo tempo que apresentam sistema de captação. O mais correto, no entanto, seria dizer “eletroacústico”. Tecnicamente falando, “elétrico” seriam os violões sem corpo de ressonância, como os modelos da linha Yamaha Silent Guitar.

 Cordas 

Existem dois principais tipos de cordas para violão: aço e nylon. A primeira tem um timbre metálico e mais agressivo, sendo mais “dura” ao toque, enquanto a última apresenta sonoridade doce e suave, com pegada macia.

Perguntas frequentes 

Qual é a melhor marca de violão profissional?

Existem muitas marcas que confeccionam violões de qualidade profissional, mas algumas das principais são: Martin, Taylor, Yamaha, Gibson e Takamine.

Qual o violão mais vendido no Brasil?

O violão de formato folk é um dos mais populares no nosso país, pois apresenta timbre encorpado e equilibrado, com visual clássico. 

Como escolher um violão para começar a tocar?

Antes de tudo, defina o estilo que pretende tocar para saber qual o encordoamento ideal: aço ou nylon. Depois, pense se precisa de captação. A partir daí, defina um orçamento e compare as características dos violões selecionados. Se puder testar e comparar pessoalmente, ótimo. Do contrário, analise o som por meio de vídeos disponíveis na internet.

Como saber se o violão é bom?

Afinação estável, pegada anatômica e timbre agradável são as características essenciais de um bom instrumento. Ao fazer a sua compra, analise esses três itens com muita atenção. 

 Como estudar violão sozinho?

Há muito material interessante disponível na internet, seja gratuito ou pago. Recomendamos escolher um curso online que aborda o aprendizado de maneira progressiva e organizada.

Conclusão: qual o melhor violão Yamaha

Chegamos ao fim do nosso artigo especial sobre os melhores violões Yamaha disponíveis no mercado. Que tal fazermos um resumo do conteúdo de hoje? 

Os violões Yamaha C40MII e Yamaha F310 estão entre as melhores opções de compra para o músico iniciante que não pode gastar muito. O primeiro tem cordas de nylon, enquanto o segundo possui encordoamento de nylon. 

Já se você é um violonista de nível intermediário, recomendamos as seguintes opções da Yamaha: APX600 e CPX700 para cordas de aço; CG122MS e Yamaha NTX1 para nylon. 

Para o músico avançado ou profissional, que está disposto a investir um valor considerável, os violões Yamaha SLG200S e Yamaha Transacoustic FG-TA estão na lista dos melhores violões da Yamaha com cordas de aço. 

E aí, curtiram essa nossa jornada em busca do violão ideal? Esperamos que todo esse conteúdo lhe ajude a fazer a melhor escolha. Nos vemos em breve. Um abraço, bons sons!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *