Início » Os 6 Melhores Violões Folk em 2021

Os 6 Melhores Violões Folk em 2021

Entre os diversos formatos de violão, o folk é, sem dúvida, um dos mais utilizados. Preparamos este artigo especial justamente para quem deseja comprar um instrumento dessa categoria, com uma lista dos melhores violões folk do mercado.

Aqui você vai conferir uma análise dos modelos selecionados, com os prós e contras de cada um. Legal, hein? Tudo para que sua compra seja acertada!

De quebra, nos antecipamos e dissecamos vários assuntos sobre o instrumento que podem trazer dúvidas. Dessa forma, você vai saber exatamente o que analisar quando estiver pesquisando violões para comprar. Vamos lá!

Melhores violões folk para comprar online 

Veja abaixo nossa lista dos melhores violões folk do mercado. Destacamos as principais qualidades de cada um para facilitar o seu entendimento. 

1. Violão SD200C TOS – Strinberg

Prós

Contras

✅ Visual rústico 

🚫 Tampo laminado

✅ Bom custo-benefício

Não há como fugir, o visual é a primeira característica que chama a atenção em um instrumento musical. No caso desse violão, muitos detalhes fazem a diferença nesse sentido, como o acabamento na cor tabaco e as marcações especiais na escala.

O violão, que vem com encordoamento de aço, conta com captador piezo e o pré-amplificador SE-60, que permite a conexão com caixas de som para apresentações.

O instrumento é fabricado com escala de technical wood, corpo e tampo de sapele, além de tarraxas blindadas

O som natural do instrumento é equilibrado e com interessante ressonância, característica inerente dos violões folk. Em relação ao valor de mercado nesse segmento, o modelo possui bom custo-benefício. 

2. Violão VMF361 Natural – Michael

Prós

Contras

✅ Baixo preço 

🚫 Parte traseira não é natural 

✅ Bom acabamento

Se você precisa de um violão folk eletroacústico, mas está com o orçamento apertado, trazemos aqui uma boa opção de compra.

Esse instrumento foi construído com corpo de linden, escala e cavalete de walnut, pré-amplificador com equalização de três bandas com afinador e botão phase. Para completar, tem cutway e acabamento natural brilhante.

Trata-se de um instrumento bastante honesto. Tem bom acabamento e som satisfatório, mas note que a parte de trás do braço é pintada de preto, o que pode fazer a mão “agarrar” um pouco em movimentos rápidos – fato que seria minimizado se o acabamento fosse natural fosco, por exemplo.

3. Violão LE30C NS – Strinberg

Prós

Contras

✅ Bom custo-benefício

🚫 Ausência de escudo 

Com visual clean de muito bom gosto, esse modelo é um dos melhores violões folk em custo-benefício.

Conta com corpo de agathis, tampo de spruce, braço de nato, escala e cavalete de blackwood, com acabamento fosco. O sistema de captação traz equalização de três bandas com afinador embutido.

Esse instrumento é confortável e tem um timbre interessante. Outro fator positivo são as tarraxas blindadas. O contra vai para a ausência de escudo, que protegeria o instrumento de marcas de palhetadas.

4. Violão Memphis MD18 NS – Tagima 

Prós

Contras

✅ Bom custo-benefício 

🚫 Tarraxas não são totalmente blindadas

✅ Timbre equilibrado

Mais um exemplar para quem não tem muito dinheiro para investir em um violão folk.

Com cutway, o instrumento apresenta som equilibrado e pegada confortável. Tem corpo e braço de linden, escala de rosewood, captador piezo e pré ativo com equalizador de quatro bandas.

O ponto fraco são as tarraxas, que são apenas semi blindadas. Via de regra, as tarraxas totalmente blindadas são mais resistentes e, por serem totalmente fechadas, não sofrem com a entrada de sujeira e pó.

5. Violão F310 Natural – Yamaha

Prós

Contras

✅ Som de qualidade

🚫 Ausência de sistema de captação

Como diferencial, esse violão acústico possui escala mais curta que o padrão, com tamanho reduzido, sendo uma bela escolha para iniciantes ou pessoas com mãos pequenas.

Falando de materiais, o instrumento tem uma boa seleção de madeiras: tampo de spruce, braço em nato, escala de rosewood e lateral/fundo de meranti, com acabamento em verniz brilhante.

O som de boa projeção e o timbre gordo são os pontos altos do instrumento. No entanto, pelo preço apresentado, poderia vir com sistema de captação para que o músico pudesse fazer shows ao vivo.

6. Violão Galaxy VM925DT – Michael

Prós

Contras

✅ Belo visual e som encorpado

🚫 Ausência de cutway 

Com um acabamento clássico e detalhes diferenciados, esse instrumento chama a atenção logo de cara.

Entregando um timbre cheio e bastante definido, o instrumento possui corpo de mogno, tampo de spruce, escala de rosewood, marcações em madrepérola e escudo estilizado.

Falando da parte elétrica, apresenta sistema de captação com equalizador de quatro bandas e afinador embutido, além de saídas P10 e XLR balanceadas.

Esse modelo específico não apresenta cutway, o que pode ser um problema se você gosta de solar nas últimas casas da escala.

Para que serve o violão folk?

O violão, falando de forma mais abrangente, se enquadra na categoria de instrumentos de cordas, cujos antepassados são o alaúde árabe e a cítara romana. O braço é dividido em casas que correspondem a semitons, no sistema de afinação chamado temperado.

O formato folk normalmente tem cordas de aço e corpo com boa espessura, sendo conhecido pelo som encorpado e bem projetado. Em relação à aplicação musical, o violão folk não difere muito de outros formatos de violão. Ele possibilita tanto a execução de partes harmônicas quanto melódicas, sendo a primeira a mais comum na música popular. Os violões folk com cutway, aquele corte na parte inferior do corpo, ainda têm a vantagem de facilitar a execução de solos nas últimas casas.

O violão folk está presente nos mais diversos gêneros musicais, sendo muito comum no pop, rock, sertanejo, blues e country. O formato folk também é conhecido como dreadnought.

Como escolher o melhor violão folk

Modelos 

Se você não sabe exatamente qual a diferença dos violões folk para outros formatos, confira a seguir.

Folk

Esse formato de violão possui cordas de aço e corpo com tamanho significativo. O resultado é um timbre bem equilibrado e com boa projeção sonora. Chamado também de dreadnought, trata-se de um shape bastante presente em estilos como rock, country, sertanejo, pop e blues.

Clássico

O timbre doce e macio desse formato de violão se deve principalmente às cordas de nylon. Pela maciez ao toque, essa configuração de violão é bastante indicada para iniciantes, além de também ser muito comum em sonoridades como erudito, MPB, samba e bossa nova.

Jumbo 

Apresenta uma caixa acústica espessa e grande, com bastante corpo nas frequências graves e excelente projeção. Devido às cordas de aço, cai muito bem para rock, pop e blues, por exemplo.

Flat

O corpo desse tipo de violão é menos espesso que o dos demais, privilegiando o conforto e o som elétrico, já que a ressonância natural não é tão elevada. Dependendo da marca, é possível encontrar violões flat com encordoamento de aço ou nylon.

Tipos 

Acústico 

Esse tipo de violão não conta com captador. Em outras palavras, é indicado para o estudo ou para ser utilizado em pequenas reuniões de pessoas, já que não é possível conectá-lo diretamente a caixas externas.

Eletroacústico 

Um violão eletroacústico possui sistema de captação, possibilitando que o músico utilize o instrumento para shows ou diretamente no computador através de uma interface de áudio, por exemplo. Popularmente, é chamado também de “elétrico”. mplo 

Materiais

Mogno, sapele, koa, spruce, linden, rosewood e nato são madeiras que geram um bom resultado sonoro em violões no geral.

O tipo de tampo também tem bastante importância no timbre final de um violão. O tampo maciço apresenta um som com mais bastante projeção e volume do que os tampos laminados.

Em relação às tarraxas, as totalmente blindadas não sofrem com a entrada de sujeira e pó, sendo mais resistentes também.

Cutway

Trata-se do corte na parte inferior do corpo, presente em muitos violões. O intuito do cutway é facilitar o acesso aos últimos trastes, sendo indicado para quem gosta de solar nas regiões mais agudas, por exemplo.

Violões sem cutway podem ter o som ligeiramente mais encorpado e alto do que os instrumentos com cutway, pois a área de ressonância é maior – essa diferença, porém, pode não ser muito significante na prática.

Pré-amplificador 

Normalmente, os pré-amplificadores dos violões elétricos trabalham com baterias de 9 volts e possuem equalizador de 3 ou 4 bandas, permitindo que o músico faça ajustes no timbre de maneira rápida. De forma geral, os knobs regulam as frequências de graves, médios, agudos e presença.

Muitos modelos também possuem afinador embutido, o que amplia a praticidade, além dos botões phase e notch, que podem ser úteis para solucionar problemas de microfonia. Saída XLR balanceada, além da tradicional P10, é um recurso bastante interessante também.

Em geral, quanto mais recursos de ajustes, mais possibilidades sonoras o músico terá à disposição.

Conservação das Cordas

O suor e a oleosidade das mãos fazem com que as cordas oxidem depois de certo tempo. Para desacelerar esse processo natural, é recomendável que o músico passe uma flanela seca em toda a extensão das cordas sempre que parar de tocar.

Se quiser ir mais além no cuidado com seu encordoamento, há produtos no mercado idealizados para limpeza de cordas, prolongando a vida útil delas. Outra dica é deixar alguns saquinhos de sílica gel dentro do estojo do violão para que eles absorvam a umidade e evitem a oxidação prematura das cordas.

Perguntas frequentes 

Qual é o melhor violão folk?

Falando de instrumentos profissionais, Yamaha, Takamine, Martin e Taylor são algumas das melhores marcas de violões folk do mundo.

Qual o melhor violão folk em custo-benefício?

Giannini, Strinberg, Michael, Seizi, Crafter e Tagima são marcas tradicionais e confiáveis que fabricam bons violões folk para iniciantes e intermediários. 

Qual é a melhor marca de violão profissional?

Sem dúvida, Yamaha, Martin, Gibson, Takamine e Taylor encabeçam a lista de das melhores marcas do mundo quando o assunto é violão. 

Qual marca de violão é boa e barata?

Segue uma pequena lista de empresas que produzem violões com bom custo-benefício: Yamaha, Strinberg, Giannini, Crafter, Michael, Takamine e Tagima. 

O que são tarraxas blindadas?

As tarraxas blindadas são totalmente fechadas e, por isso, não sofrem com a entrada de sujeira e pó, sendo mais resistentes também. 

Quais são as melhores marcas de cordas para violão?

SG, Giannini e NIG são algumas marcas nacionais que fabricam encordoamentos com bom custo-benefício. Já em relação às empresas estrangeiras, Elixir, D’Addario e Ernie Ball estão entre as melhores cordas de violão, mas contam com valor elevado. 

Conclusão: qual o melhor violão folk 

Segue uma regra que vale para qualquer violão: se ele não desafina com facilidade, tem um timbre bonito e uma pegada confortável, trata-se de um bom instrumento que merece ser analisado. 

Se você quer comprar um violão folk, mas não dispõe de muito dinheiro, os modelos Michael VMF361 e Memphis Tagima MD18 estão entre os melhores violões folk baratos.

Se você conta com orçamento um pouco maior, os modelos Michael Galaxy VM925DT e Strinberg SD200C são excelentes opções, com bom timbre e acabamento. Não é exagero dizer que eles são alguns dos melhores violões folk em custo-benefício.

Se você privilegia o conforto ou tem mãos pequenas, dê uma olhada no violão Yamaha F310, que apresenta escala mais curta que o padrão.

Se você busca um instrumento de nível profissional, saiba que as empresas Martin, Taylor e Gibson são líderes em vendas nesse segmento. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *