Início » Os 7 Melhores Teclados Musicais em 2021

Os 7 Melhores Teclados Musicais em 2021

Você quer um teclado musical, mas não sabe como escolher um? Não se preocupe, hoje você conhecerá mais sobre os melhores teclados musicais do ano. As principais dúvidas sobre marcas, modelos e especificações técnicas serão explicados a você. 

Preparado para entender mais sobre o próximo instrumento musical que você pode ter? Então vamos lá! Não dê ouvidos a procrastinação, tome as suas notas, salve os melhores links e dê um grande passo na sua carreira. 

Melhores teclados musicais para comprar online

O mercado dos teclados musicais é muito amplo. É fácil se perder em tantas opções. Para  te ajudar, montamos uma tabela com um simples resumo:

Imagem

Produto

Preço (R$)

1. Teclado P45 - Yamaha 

✔️ Melhor piano digital para profissionais 

2. Teclado CDP-S100 - Casio  

✔️ Melhor piano digital para iniciantes

3. Teclado Kb-330 - Roland Revas

✔️ Melhor teclado musical arranjador 

4. Teclado PSR F51 - Yamaha 

✔️ Melhor teclado musical para iniciantes

5. Teclado CT-S300 - Casio 

✔️ Melhor custo-benefício 

7. Teclado CT-S100 - Casio 

✔️ Portátil e fácil de manusear  

1. Teclado P45 – Yamaha 

Prós

Contras

✅ Melhor timbre

🚫 Sem conexão MIDI

✅ Som encorpado

✅ Ótima sensibilidade

Chega de suspense. Conheça o melhor piano digital para comprar online. É o Yamaha P45, um instrumento elogiado pelos tecladistas e pianistas. É capaz de impressionar os músicos mais exigentes. Uma referência em beleza e qualidade sonora.

O piano digital conta com 10 timbres, partindo de tipos de piano até a família das cordas, que são incríveis. Sem dúvida é superior aos seus concorrentes. As caixas de som embutidas são bem fiéis ao amplificar as frequências baixas, deixando o grave mais encorpado. Acompanha metrônomo para te ajudar nos estudos. 

Tem uma saída p10 balanceada e entrada para fone de ouvido. O USB do tipo B permite que o piano seja conectado a outro dispositivo. As 88 teclas tem um brilho especial que chama atenção de qualquer um. Um ponto fraco é que não pode ser usado como um teclado controlador. 

O piano digital Yamaha P45 tem garantia de um ano e é ideal para o músico que quer se profissionalizar. É a melhor opção para comprar online. Um investimento que vale a pena. Seu timbre pode transformar qualquer música. Dê um passo na sua carreira e adquira seu Yamaha agora. 

2. Teclado CDP-S100 – Casio  

Prós

Contras

✅ Melhor piano digital para iniciantes

🚫 Timbre com definição média

✅ Conexão MIDI

✅ Compacto

O mais compacto dos pianos digitais, o Casio CDP-S100 tem o design mais funcional da categoria. Indicado pelos professores de piano aos alunos que querem começar.  

É uma ótima opção para iniciar com o pé direito. Você pode tocar em qualquer lugar graças ao sistema alimentados por seis pilhas alcalinas. 

São 88 teclas sensíveis ao toque com três níveis de sensibilidade. Possuem ranhuras para melhorar a aderência dos dedos. O sistema de sensibilidade é fiel ao piano acústico e deixa as teclas graves mais pesadas. São 10 timbres e 3 tipos de efeito, bem como afinador e transpositor.  

Vem como uma conexão MIDI, dando a possibilidade de ser um teclado controlador. Tem a opção dual voice, dando ao tecladista a chance de mesclar timbres. Uma estante para partituras e um suporte deixam o instrumento mais estável. Já vem com o pedal de sustain, fazendo com que o som possa soar por mais tempo. 

Pode ser conectado ao aplicativo da mesma marca com nome Chordana Play, no qual traz exercícios e músicas para ajudar o estudante. O timbre deixa um pouco a desejar, um aspecto crucial que definiu sua colocação. Mesmo assim o Casio CDP-S100 é o melhor piano digital para iniciantes. Você pode ter um agora mesmo. 

3. Teclado Kb-330 – Roland Revas

Prós

Contras

✅ Ótimo para estudar 

🚫 61 teclas

✅ Modulações de timbres

✅ Melhor teclado arranjador para iniciantes

A medalha de bronze vai para um dos gigantes do áudio. O teclado musical Roland Revas Kb-330 é o terceiro lugar do ranking do ano. É um tipo arranjador que pode acompanhar os profissionais nas turnês e os artistas nas suas criações. Você pode tocar em qualquer lugar, basta ter seis pilhas AA. 

O teclado digital tem mais de 390 timbres, com selo de qualidade Roland. São mais de 100 levadas rítmicas para embalar você. A função split permite que as 61 teclas sejam divididas em dois timbres, dando vida a ótimas opções de arranjo. Já a dual voice permite que dois timbres toquem simultaneamente. 

É uma ótima ferramenta para quem quer estudar. O recurso lesson traz dicionário de acordes que melhora a assimilação do tecladista. Tem entrada para pedal de sustain. O pitch bend aumenta ainda mais as possibilidades sonoras, desafiando os iniciantes e enriquecendo a música dos experientes. 

Vem com entrada para fone de ouvido e uma saída p10 balanceada, capaz de dar mais profundidade ao som. O teclado musical Roland Revas Kb-330 é a melhor opção aos que querem ter mais ferramentas de modulação para criar timbres únicos. Grava o que você toca e ainda pode ser seu. 

4. Teclado PSR F51 – Yamaha 

Prós

Contras

✅ Tem sensibilidade nas teclas

🚫 Não tem conexão MIDI

✅ Melhor custo-benefício da Casio

🚫 Timbre com definição média 

✅ Ótimo para tecladista intermediários

O quarto teclado musical do ranking dos melhores do ano é o Casio CT-S300. É uma ótima opção para quem quer começar. É fino, leve, tem uma alça que facilita no transporte e as bordas são arredondadas para amortecer eventuais choques. 

As 61 teclas são sensíveis ao toque, a chave de pitch bend permite a modulação das notas. Uma biblioteca que pode surpreender o tecladista, são mais de 400 timbres, 77 ritmos, 48 possibilidades de polifonia e 60 músicas. O metrônomo, o transpose e a entrada de pedal enriquecem ainda mais a experiência. 

A caixa de som embutida deixa um pouco a desejar, assim como a saída p2 não balanceada. Os timbres são piores se comparados com outras marcas, como Yamaha e Roland. É bivolt e tem um ano de garantia.  

Com uma entrada microusb é permitido conectar o teclado ao aplicativo Chordana Play, que foi desenvolvido pela marca para melhorar a performance dos estudantes. O Casio CT-S300 é um teclado musical que pode te surpreender. Aproveite a chance e comece a tocar agora. 

5. Teclado CT-S300 – Casio 

Prós

Contras

✅ Melhor custo-benefício da Yamaha

🚫 Não tem sensibilidade nas teclas

✅ Timbres bem definidos

🚫 Não aceita pedal de sustain

✅ Alimentado por pilhas

A Yamaha conquistou mais um lugar no ranking com seu teclado de melhor custo-benefício. É o teclado musical PSR F51, o mais indicado para quem quer começar pela marca. Com 5 oitavas e um sistema de configuração fácil de manusear, ele pode ser desbravado por qualquer pessoa. 

O instrumento conta com 30 músicas pré definidas, mais os efeitos reverb e chorus. São 110 ritmos, 120 timbres e 114 canções de acompanhamento, uma ótima biblioteca para iniciar os estudos. Tem a qualidade de timbre que só a Yamaha oferece. 

Traz recursos para melhorar o desempenho do tecladista, como metrônomo e transpose. Mas deixa a desejar em outros pontos, como a impossibilidade em plugar o pedal de sustain e a falta de sensibilidade nas teclas. Tem caixa de som embutida, a entrada para fone é p2 e não possui conexão MIDI. 

É uma ótima opção para quem quer começar com um teclado arranjador da Yamaha. Você ainda pode estudar onde quiser, já que a fonte é bivolt e pode ser carregado com pilhas. Não deixe para amanhã, peça já o seu PSR F51.

6. Teclado CT-S200 – Casio 

Prós

Contras

✅ Fácil de transportar

🚫 Baixa definição de timbre

✅ Grande variedade de timbres

🚫 Saída de áudio mono

A Casio não brinca em serviço e emplacou mais um teclado musical no ranking dos melhores do ano. É o CT-S200, uma boa opção para quem quer investir pouco antes de começar. 

É um teclado fácil de transportar. Além de gravar músicas e partituras, uma conexão USB permite que o teclado seja utilizado como controlador. Tem 60 músicas na memória interna para ajudar o estudante, e split function pode dividir as teclas em timbres diferentes para melhorar o arranjo

Apesar dos 400 timbres, os 77 ritmos e os 10 efeitos de reverb, percebe-se que a marca não caprichou na qualidade dos timbres. As teclas não são sensíveis ao toque. Tem saída de pedal de sustain e metrônomo.   

O teclado musical Casio CT-S200 deve ser considerado pelos iniciantes que não podem investir no momento, mas querem começar os estudos. O aluno dedicado não deixa de praticar mesmo quando não tem as ferramentas ideais. Dê vida ao aluno e adquira o seu Casio agora. 

7. Teclado CT-S100 – Casio 

Prós

Contras

✅ Funciona como controlador 

🚫 Teclas sem sensibilidade

✅ Melhor preço

🚫 Poucos timbres

O teclado musical Casio CT-S100 ocupa o último lugar do nosso ranking. É o modelo de entrada da marca, substituindo o CTK-1500. É uma ótima opção para presentear alguém que pode se interessar por música. É muito similar ao CT-S200. 

São 61 teclas sem sensibilidade ao toque. É muito fácil de transportar, como todos os outros modelos CT. Pode gravar músicas e partituras com uma conexão USB que permite a utilização do teclado como controlador. Tem um recurso de gravação independente onde o tecladista pode separar o que tocou na mão esquerda e direita. 

São apenas cinco timbres de baixa definição. Os ritmos também deixam a desejar. É fácil de manusear, conta com fonte bivolt e estante de partitura para te ajudar nos estudos. Ideal para quem quer economizar. 

A Casio sabe oferecer bons recursos para quem quer iniciar a sua jornada musical. O teclado musical CT-S100 foi e será a porta de entrada para muitos tecladistas. Faça parte desse time, peça já o seu. 

Para que serve o teclado musical?

Os teclados musicais são instrumentos antigos. O hydraulis é o teclado musical mais antigo do ocidente, com alguns modelos datados do séc. III A.C. É um protótipo do órgão, um instrumento de teclas que até hoje é encontrado nas grandes igrejas católicas do mundo.

A tecnologia avançou, o ser humano deu vida ao cravo, o irmão mais novo do piano. No século XVIII o piano ganhou grande força na sociedade, desbancando o caçula. Um século depois surgiram os primeiros experimentos com teclados eletrônicos e até hoje são lançados novos modelos a partir do aprimoramento desta tecnologia. 

São instrumentos multifuncionais, podem executar melodias, acompanhamentos harmônicos, modulações de timbre e alguns modelos entregam bancos de ritmo. É um instrumento completo para quem quer aprender ou quer renovar as habilidades musicais. 

Como escolher o melhor teclado musical 

O ranking apresentou os melhores teclados musicais do ano. Mas eles não são os únicos. Há ótimos modelos no mercado e a partir de agora você será qualificado para identificar os melhores. 

Vantagens e Desvantagens 

Como toda grande inovação, os teclados musicais apresentam algumas vantagens e desvantagens. São instrumentos multifuncionais que atingem todo o espectro sonoro, são harmônicos-melódicos e, além de outras vantagens, são intuitivos e fáceis de compreender. A maior desvantagem é que dependem de alimentação elétrica para funcionar. Alguns modelos pedem por amplificação, o que dificulta ainda mais o seu uso. 

Teclado x Piano 

A principal, e talvez a única semelhança entre os teclados musicais e o piano, é que ambos são instrumentos de teclas. Mas a grande diferença é a fonte sonora. 

O piano é um instrumento acústico de percussão. As teclas fazem parte de um mecanismo percussivo que ataca as cordas de uma harpa fixada na caixa de ressonância. Já o teclado é um instrumento eletrônico, que pode gerar o som do piano, mas a partir de um banco de dados digital. 

Principais características 

Cada modelo carrega uma característica que se destaca entre os demais. Pode ser a sensibilidade das teclas, a quantidade, os tipos de timbre ou as funcionalidades. 

Tipo de teclado

Há dois tipos que se destacam: o teclado arranjador e o piano digital. O primeiro é um instrumento com várias funções. Você pode escolher o timbre, aplicar alguns efeitos, mesclar os sons, adicionar ritmos e até fazer gravações. Já o piano digital é um pouco mais limitado. Entrega o som e a facilidade de ter tal timbre sem grandes preocupações, como manter a afinação ou a dificuldade de transportar do instrumento. 

Quantidade de teclas

O número de teclas pode variar. O maior teclado tem 88 teclas, o mesmo que um piano. São mais de sete oitavas para explorar. Há modelos com 61 teclas, o que corresponde a cinco oitavas. Nesses casos, o software do teclado vem com a opção de transpor as teclas para qualquer região do espectro sonoro. 

Quantidade de sons 

Em alguns casos são infinitas as possibilidades sonoras. Os teclados podem vir acompanhados com softwares de produção musical, opções de modulação e efeito, dando ao tecladista uma imensa paleta de sons. 

No entanto, há instrumentos mais limitados. Outros são péssimos, pois entregam timbres ruins e pouca – às vezes nenhuma – opção de dinâmica. Evite instrumentos sem o recurso de sensibilidade nas teclas, é um grande limitador da experiência musical. 

Funcionalidades 

Certos modelos são simples, mas podem ser o suficiente para qualquer iniciante. Os bons teclados devem ter um banco de timbres, os melhores dão recursos para explorar e editar cada um. 

O metrônomo é fundamental para o estudo. Os bancos de ritmo são boas opções para quem quer ir além. São pequenas gravações de levadas tradicionais que estão disponíveis ao tecladista. 

Não esqueça do pedal e da saída de áudio. Recursos extras como o pedal de sustain e uma saída de áudio balanceada você só encontrará nos melhores teclados musicais. 

Perguntas frequentes

Qual é o tipo de teclado musical indicado para os iniciantes? 

Escolha um teclado de cinco oitavas, que seja sensível ao toque, tenha um banco de ritmos e de timbres interessantes. Pense num com a opção de pedal, mas não se preocupe com isso se você estiver começando do zero. As teclas e o pedal podem ser demais num primeiro contato. 

Os teclados musicais tem caixas de som? 

Alguns modelos vêm com caixas de som embutidas. No entanto, os melhores são os que tem uma saída de som balanceada. Nesses casos, o som é distribuído em stereo, dando a sensação de profundidade ao ouvinte. Há bons modelos com as duas opções. 

O que são as oitavas? 

A oitava é o ponto onde a escala musical volta a se repetir. O sistema da música ocidental separa a oitava em doze partes. São 12 notas, no teclado são divididas em 7 teclas brancas e 5 pretas. Esse sistema se repete na disposição do teclado, cinco vezes nos instrumentos com 61 teclas e pouco mais de 7 nos de 88. 

Qual é a diferença entre o piano digital e o piano acústico? 

O piano digital produz o som através da conversão de um sinal elétrico em acústico. É por isso que precisa de amplificadores, como caixas de som embutidas ou externas. O piano acústico é diferente. Os martelos de feltro percutem na harpa que vibra e ressoa pela caixa de ressonância. 

O que é uma opção de dinâmica ou sensibilidade ao toque? 

Os melhores teclados musicais são sensíveis ao toque. O volume do som depende da força que você pressiona as teclas. É um ótimo recurso de expressão, expandido as possibilidades de aprimoração técnica do tecladista e de satisfação musical do ouvinte. 

Conclusão: qual o melhor teclado musical do ano?

Hoje você aprendeu muito sobre o teclado musical e o piano digital. O ranking: Os melhores teclados musicais do ano trouxe um guia completo das melhores opções do mercado. Você conheceu as principais características e os benefícios oferecidos por grandes marcas como Yamaha, Casio e Roland. Tem utilidade para todos os tecladistas. 

Como se não bastasse, você viu um manual que explica como escolher um instrumento, a principal diferença entre teclado e piano digital, os tipos, a quantidade de teclas e timbre, além das funcionalidades. O FAQ respondeu às dúvidas mais frequentes, que envolveram temas como o tipo de teclado indicado aos iniciantes, o que é sensibilidade ao toque, entre outras. 

Mas isso não basta. Agora que você já tirou todas as dúvidas é hora de fazer uma escolha. Pegue o seu teclado preferido e vá criar harmonias incríveis. Seja iniciante, intermediário ou avançado, o músico precisa praticar para evoluir.

E você, já pensou no que vai fazer? Um desses modelos te chamou atenção? Já conhecia os melhores teclados musicais do ano? Compartilhe com a gente. Aproveite o que há de melhor na música. E lembre-se, nunca é tarde para começar, você consegue!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *