Início » As 7 Melhores Gaitas em 2021

As 7 Melhores Gaitas em 2021

Você sempre quis tocar um instrumento musical, mas não sabe qual? Que tal começar pela gaita de boca? As melhores gaitas do ano, você só encontra aqui. Vamos te mostrar diversos modelos, marcas e valores para que você possa escolher com segurança o seu próximo instrumento. 

A gaita exige estudo e dedicação para se alcançar uma boa execução. Pelo menos os instrumentos são leves e práticos, além de produzirem um som único e inconfundível. Por isso são uma ótima escolha de instrumento. Fica por aqui para aprender um pouco mais sobre elas.

Melhores gaitas para comprar online 

Veja o nosso ranking das melhores gaitas do mercado. Segue uma tabela comparativa das gaitas de boca e suas principais características. 

Imagem

Produto

Preço (R$)

1. Gaita HNER 560PBXC - Hohner 

✔️ Melhor gaita diatônica 

2. Gaita Hering Vintage Harp 1020C - SHG 

✔️ Melhor gaita de boca para blues 

3. Gaita Cromática - Snoq

✔️ Melhor gaita cromática

4. Gaita Hering Easy Blues 4420C - SHG 

✔️ Ótima qualidade de som

5. Gaita Stone - Orleans  

✔️ Ótima durabilidade

6. Gaita Pocket Blues 6406 - Dolphin 

✔️ Acabamento refinado

7. Gaita RDC - Colibri

✔️ Mais barato do mercado

1. Gaita HNER 560PBXC – Hohner

Prós

Contras

✅ Nível profissional

🚫 Alto custo

✅ Ótima embocadura

O primeiro lugar do ranking vai para a gaita HNER 560PBXC, construída por uma marca que é referência em gaitas de boca, a alemã HOHNER. Ela é um modelo diatônico com afinação em Dó Maior. 

É para profissionais, pois é a primeira do mundo com placas de palheta embutidas no pente, criando um bocal de plástico mais ergonômico e confortável na hora de tocar. Possui capa de aço inoxidável, e por ter corpo de plástico, tem uma ótima durabilidade, diferente das gaitas de madeira

Um dos seus diferenciais é o design, que proporciona um som mais abafado, o timbre é mais aveludado, não tão agudo, além de uma ótima embocadura. Possibilita uma boa dinâmica para melodias. 

Sua estrutura conta com 10 orifícios; 3 oitavas e 20 notas, placas e palhetas de latão com 0,9 mm e acompanha um case para guardar sua gaita. É ideal para diversos estilos como rock, blues e folk. A HNER 560PBXC é um ótimo investimento. Você pode ter uma com apenas um clique. 

2. Gaita Hering Vintage Harp 1020C – SHG

Prós

Contras

✅ Estética Vintage

🚫 Corpo de madeira

✅ Som mais projetado 

Com um investimento mediano, a gaita da SHG, a Hering Vintage Harp 1020C, afinada em Dó Maior, ficou com o segundo lugar do ranking. Essa é uma escolha super bacana para você que é profissional, amador ou para quem está iniciando sua jornada musical.

Sua estrutura possui capa de aço dourado envelhecido escovado, o que confere  um aspecto e uma estética vintage bem interessante à aparência do instrumento. Conta com palhetas  de 1,20 mm em latão. 

O corpo é de madeira com fibras longas, selecionadas e envernizadas, proporcionando uma melhor durabilidade, evitando a dilatação e umidade do produto. É um instrumento suave e fácil de manusear.

A Vintage Harp 1020C  tem uma sonoridade definida e o timbre mais encorpado devido ao corpo de madeira. Tem resposta rápida ao som e maciez ao tocar. São 10 orifícios, 2 oitavas e 20 notas. Acompanha um case de plástico, com manual. Se você deseja uma maior projeção de volume, essa é uma ótima opção. 

3. Gaita Cromática – Snoq

Prós

Contras

✅ Ótima durabilidade

🚫 Não é indicada para amadores

✅ Corpo de plástico 

A nossa medalha de bronze vai para a Gaita Cromática Dupla face de 10 furos da Snoq. Diferentemente das duas primeiras, esta é uma gaita cromática afinada em Dó Maior. Consegue alcançar todo o espectro cromático por causa de uma chave lateral. 

O tipo cromático é indicado aos experientes, pois requer o conhecimento da gaita diatônica, não sendo recomendada aos iniciantes. Ela tem 10 furos e alcança 40 notas. O som é puro, macio e encorpado, serve perfeitamente para música clássica. 

A capa em aço, palhetas em bronze e corpo em plástico ABS. Para você que busca uma gaita de estrutura estável e diminuição da absorção da umidade, garantindo um som mais alto e mais claro, fica a nossa dica. E ainda acompanha um lindo case. 

A Snoq é uma ótima gaita cromática afinada em Dó maior e pode ser sua. 

4. Gaita Hering Easy Blues 4420C – SHG

Prós

Contras

✅ Ótimo custo benefício

🚫 Afinação instável

✅ Corpo de plástico 

A SHG é uma referência em gaitas de boca, por isso que emplaca mais uma no nosso ranking. A gaita Hering Easy Blues 4420C ocupa o nosso quarto lugar e é um ótimo modelo para iniciantes. É diatônica e está afinada em Dó maior. 

Ela é produzida no Brasil e o preço cabe no seu bolso. É perfeita para quem quer aprender a tocar. Possui poucos vazamentos de ar, o que facilita na hora de executar os bends

A Easy Blues 4420C vem com capa de aço em azul metálico, e palhetas de 0,70 mm em latão. Seu corpo é de plástico ABS, garantindo leveza e maior durabilidade. 

Seu volume é bastante razoável se comparadas a outras de mesmo valor, e conta com notas bem definidas. Tem 10 orifícios, 2 oitavas e 20 notas. Acompanha case e manual. Ideal para rock, folk e blues. E aí? Curtiu essa opção? Invista nela agora mesmo. 

5. Gaita Stone – Orleans

Prós

Contras

✅ Ótimo custo benefício

🚫 Alguns vazamentos de ar

✅ Indicada a iniciantes

A marca Orleans conquistou o nosso quinto lugar com a gaita Stones. É uma gaita com afinação em Dó maior. Indicada aos iniciantes. 

Tem dez furos, duas oitavas e vinte notas. Tem uma capa em metal preto, o corpo em plástico ABS e as palhetas em latão. Seu som é mais fechado, mostrando-se ser ideal para blues e músicas românticas. 

A qualidade do acabamento deixa a desejar. A gaita Stone possui um pouco de vazamento de ar, o que enfraquece a projeção das notas. Mas nada que comprometa a qualidade do som. 

A gaita diatônica Stone da marca Orleans é um ótimo custo benefício para os músicos iniciantes. Por que não começar a sua jornada musical agora? Esta gaita pode ser sua.  

6. Gaita Pocket Blues 6406 – Dolphin

Prós

Contras

✅ Timbre charmoso

🚫 Vazamentos de ar

✅ Bonita

Conheça o sexto lugar do nosso ranking das melhores gaitas do ano. É a gaita diatônica Pocket Blues 6406 da marca Dolphin. Uma ótima opção para quem quer começar a soprar suas primeiras notas. 

O seu valor é bem acessível e tem um som que pode impressionar. O seu som é um pouco mais abafado, dando um ar mais charmoso. É afinada em Dó maior. 

Deixa um pouco a desejar no seu acabamento. Possui alguns vazamentos de ar e prejudica o som das notas sopradas. Tem 10 furos, 20 notas e duas oitavas. A capa é de alumínio, o corpo de plástico ABS, o acabamento é cromado e as palhetas tem 0,9mm.

A Pocket Blues 6406 vem com uma case e cabe no seu bolso. Comece a tocar agora mesmo e logo seja a atração nas rodas de violão. Adquira a gaita agora mesmo. 

7. Gaita RDC – Colibri

Prós

Contras

✅ Menor preço do mercado

🚫 Timbre aberto

✅ Resistente

O último lugar do nosso ranking foi conquistado pela marca RDC com a gaita Colibri. É o modelo mais barato do mercado. Cabe no seu bolso e no seu orçamento. 

É uma gaita diatônica afinada em Dó maior com 16 notas. O seu acabamento é cromado, tem o corpo de metal, as placas são de aço inoxidável. Resistente e com ótima durabilidade. 

Seu timbre é um pouco mais aberto que as gaitas anteriores. É indicada para folk e rock, mas também fica ótima no blues. É uma escolha interessante para os iniciantes. 

A gaita RDC Colibri é uma ótima opção para quem não sabe por onde começar. Tem o preço mais barato do mercado, um timbre satisfatório e é resistente. Inicie a sua jornada musical agora mesmo. 

Para que serve a gaita? 

Com sua origem datada a partir do século 16, na Alemanha, a gaita é um instrumento de sopro, que emite o som por causa de uma coluna de ar que vibra as palhetas livres. Sua estrutura consiste em um corpo com orifícios que são soprados ou aspirados, gerando as notas musicais. Em alguns modelos você pode construir intervalos. 

Sua história está amplamente ligada a uma marca Alemã que foi a primeira a se dedicar a fabricar e vender gaitas como seu principal negócio. No Brasil a empresa que introduziu a gaita no mercado foi a Hering, de Santa Catarina. 

Nos Estados Unidos esteve muito ligada ao estilo country, mas ficou ainda mais em evidência com o surgimento do blues no século 20. Seu tipo de som pode ser vinculado ao rock, blues, country, folk e até música clássica. 

É um instrumento de personalidade, com timbre singular. Seu tamanho e valor permitiram que ela se tornasse bastante popular. São inúmeros os modelos e tipos de gaitas, cada uma com suas características e sonoridades. 

Como escolher a melhor gaita

Depende do quão íntimo você é do instrumento. Se você está iniciando sua jornada na música, as opções mais comuns são as gaitas diatônicas. Saiba que a gaita diatônica é a melhor escolha, pois ela já vem com a escala tonal pronta, facilitando a transição para a gaita cromática. Estas são mais complexas, requerem mais experiência. 

Quanto à tonalidade a ser escolhida, as diatônicas são vendidas em diversos tons, como por exemplo Mi Maior ou Dó Maior.  É aconselhável iniciar pela afinação em Dó, já que se trata de um tom comum aos músicos. Seguem algumas dicas para você escolher uma gaita. 

Material

As primeiras gaitas de boca foram construídas em madeira e metal. Você pode ainda encontrar marcas que fabricam a partir desses materiais, mas com o passar dos anos ela ganhou novas matérias-primas. A madeira, apesar de proporcionar uma excelente sonoridade, não possui uma durabilidade muito boa, ainda mais por conta da umidade. Hoje em dia vemos gaitas com o corpo feitas de plástico ou metal, e as palhetas em latão. 

Tipos de gaita 

As gaitas de boca vêm em diferentes modelos e cada uma tem sua sonoridade. As duas mais comuns são: 

  • Diatônica – existe em diversos tons, os mais comuns são Dó, Mi e Lá maior. Cada uma delas vem com uma escala pronta de acordo com o respectivo tom, essa é a clássica do blues;
  • Cromática – é vendida apenas em Dó Maior, mas devido a uma chave lateral, é possível atingir todas as notas da escala. É típica da bossa nova; 

Já a versão oitavada e o com trêmulo são modelos mais folclóricos e rebuscados das gaitas de boca, com timbres e sonoridades específicas.

Tom

A gaita diatônica pode vir em qualquer afinação. A em Dó é a mais comum. Fá, Si Bemol e Mi Bemol são tons mais escuros, enquanto Sol, Ré e Lá são tons mais abertos. A gaita cromática vem em Dó e tem a possibilidade de reproduzir qualquer escala cromática.

Como afinar 

O som da gaita é obtido através do ar que vibra as palhetas. Portanto, quando seu instrumento está desafinado, normalmente são nas palhetas que você precisa mexer. Se você tem pouca noção musical, talvez seja desafiador perceber a desafinação da sua gaita. Mas o segredo é escutar os sons soprados e aspirados e verificar se estão em harmonia.

Para afinar você pode usar uma lixa fina para diminuir as palhetas, ou uma borracha abrasiva. É um processo complicado, portanto, procure um luthier, ele é o profissional qualificado para afinar a sua gaita. 

Como limpar

Alguns cuidados podem aumentar a vida útil da gaita harmônica. É interessante, aquecer o instrumento tocando algumas notas, antes de começar pra valer. Após o uso, dê leves batidinhas na gaita para tirar o excesso de saliva. É importante que você faça uma boa higienização da sua gaita periodicamente.

A primeira dica é que para as gaitas de madeira: não é recomendado molhar. Com uma escova de dentes você pode limpar os orifícios do seu instrumento, passando levemente sobre eles, e se preferir pode higienizar o bocal com uma flanela umedecida no álcool.  

Perguntas frequentes

Qual a melhor marca de gaita para iniciantes? 

As gaitas ideais para iniciantes são as de tipo diatônicas. As marcas para você escolher podem variar conforme seu desejo de investir mais ou menos em seu primeiro instrumento. As marcas como Hering, SHG e a Stone Series da Orleans são ótimas pedidas.

Qual a melhor gaita diatônica para comprar? 

A melhor gaita é aquela com bom custo benefício e com pouco vazamento de ar, que permite a realização dos bends de maneira plena. Para uma maior durabilidade escolha as com corpo de plástico. Mas se você busca um som aveludado, as em madeira são a melhor opção.

Qual a diferença de gaita cromática e diatônica?

A diferença entre elas é a seguinte: a gaita diatônica tem um tom específico, por exemplo Mi Maior, tem a escala em Mi Maior. Ela não produz nenhum som fora dessa escala. Já as gaitas cromáticas  tem afinação em Dó Maior, mas é possível alcançar as notas de qualquer escala.

Qual a gaita de boca mais cara do mundo? 

A gaita mais cara do mundo foi fabricada pela marca Hohner especialmente para o Papa XI. Um exemplar único, todo feito em ouro maciço, com exceção das palhetas que eram feitas em metal. Modelo digno ao maior membro da comunidade católica. 

É muito difícil aprender a tocar gaita? 

Não. Mas como tudo na vida, exige paciência e dedicação. É um instrumento relativamente simples de se tocar, e com a vantagem de poder carregar para onde você for. Hoje é ainda mais fácil, há muito material disponível na internet que pode te ajudar. 

Conclusão: qual a melhor gaita

Escolher a sua gaita pode ser algo divertido, não acha? É um instrumento bastante democrático, pode ser levada no bolso e ser sua companheira em diversos momentos do dia. 

Portanto, pesquise, experimente e decida qual das opções é a que mais se encaixa com você. Das mais simples e de menor investimento, até as caras e de qualidade superior. A melhor gaita para você é aquela que está de acordo com seu momento. 

Aos iniciantes, comecem por uma gaita diatônica. Dê preferência às feitas em plástico e com pouco vazamento de ar. 

Os experientes já podem investir numa gaita cromática. É um desafio que pode melhorar a sua musicalidade. Com novas possibilidades para você descobrir o seu timbre. 

As marcas Hohner e Hering são sem dúvida as mais interessantes em termos de sonoridade e desempenho. Mas nada impede que você tenha seu primeiro contato com uma gaita mais simples e que ainda assim lhe permita uma boa sonoridade. 

Você conheceu o ranking as melhores gaitas do ano, viu as diferenças entre os dois principais tipos de gaita, os materiais, e como conservar seu instrumento. E aí, já decidiu qual escolher? Contra pra gente e compartilhe com um amigo que é apaixonado por gaitas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *